Publicidade
Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 20º C

Jobs ressurge para apresentar iPad 2

Mais fino e mais veloz. Nova versão do tablet chega dia 11 nos EUA e dia 25 em outros 26 países.

Oliveira Mussi
Florianópolis

 

Divulgação/ND
Novo tablet promete revolucionar o mundo digital. Seguindo os passos do primeiro iPad, que vendeu mais de 15 milhões de unidades em nove meses.

 

Para deleite da audiência, que o aplaudiu de pé. Quem apareceu para apresentar o tão esperado lançamento do iPad 2 foi Steve Jobs em pessoa, criador e mentor da Aplle. Pouco antes, em mais uma grande sacada da empresa, tocava “Here Comes The Sun”, dos Beatles, uma brincadeira que pode ser interpretada como o anúcio da chegada do mago que deu vida a Apple, ou, como o fim de uma pendenga entre a gravadora do grupo britânico e a empresa de Jobs por causa do nome e do símbolo de ambas, a maçã. O novo iPad vou apresentado nesta quarta-feira, em San Francisco, nos Estados Unidos.

“Estamos trabalhando nesse projeto há um tempo, e eu não poderia perder isso (o evento)”, disse Jobs abrindo sua apresentação. Em seguida anunciou que a Random House disponibilizará os 17 mil títulos de livros que detem no site da Apple. Entre a app store, o iTunes e o iBooks, já são 200 milhões de usuários que usam os serviços com cartões de crédito. Somente a app store pagou US$ 2 bilhões para os desenvolvedores de software.

Em 2001 a empresa lançava sei iPod, que revolucionou a forma de se ouvir música; em 2007 o iPhone, que revolucionou a telefonia celular; e em 2007 o iPad, que vendeu de abril a dezembro do ano passado 15 milhões de unidades, dando um lucro de US$ 9,5 bilhões para a Apple.

Atualmente, são 65 mil aplicativos exclusivos para o iPad, que detem 90% do share de tablets. “Quando introduzimos o iPad, disemos que era nossa mais avançada tecnologia em um dispositivo mágico e revolucionário. Riram de nós por chamarmos de mágico, mas ele acabou se mostrando mágico”, disse Jobs. “Hoje, podem não concordar com o preço, mas pergunte aos nossos competidores”, concluiu sobre o aparelho que está sendo substituido. “Dessa vez o aparelho virá em branco... desde o primeiro dia”, brincou o empresário, fazendo uma relação com os problemas do primeiro iPad, na cor branca.

Mais fino e mais rápido

Além disso Jobs afirma que o novo modelo terá processador duas vezes mais rápido e gráficos que podem ser até nove vezes mais velozes, sem sacrificar a bateria que deve durar o mesmo que a do o primeiro modelo. O iPad será um terço mais fino, inclusive mais fino que o iPhone 4, e mais de 90 gramas mais leve. Como era previsto o substituto do carro chefe da Apple virá equipado com duas câmeras, uma na frente, para vídeo conferência, e outra atrás, como no medelo que se despede. Como bonús, elas vem com giroscópios que estabilizam a imagem.

Nos EUA custará o mesmo que o equivalente em memória ou disponibilidade de rede 3G que o anterior, e estará disponível lá no dia 11 desse mês. Jobs diz que ainda no 25 deste mês ele começará a ser mandado para “uma tonelada de países”. Resta rezar para o Brasil estar na lista.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade