Publicidade
Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Jardim botânico de Florianópolis só em 2014

Custo total para a conclusão das três estações é de aproximadamente R$ 55 milhões

Aline Rebequi
Florianópolis
Divulgação/ND
Estação do Itacorubi, a maior das três áreas, terá 28 hectares.

 

O primeiro jardim botânico de Santa Catarina que terá três estações na capital catarinense só deverá ser aberto para visitação em 2014. O projeto urbanístico e arquitetônico, financiado pela grupo EBX do empresário Eike Batista a um custo de R$500 mil foi entregue em janeiro, mas o Estado ainda precisa de recursos para encerrar o projeto de execução. Se esta etapa for concluída este ano, ainda são necessários mais 36 meses para a conclusão das obras de uma das três estações. O grupo EBX, informou via assessoria de imprensa que “continua investindo em Santa Catarina e segue apoiando o projeto do Jardim Botânico".

De acordo com o presidente da Fatma (Fundação do Meio Ambiente), Murilo Flores, o projeto urbanístico e arquitetônico precisa ser transformado em um projeto exequível. Esta segunda etapa tem um custo de R$ 2,4 milhões, orçamento que o secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Santa Catarina, Paulo Bornhausen, está negociando com a EBX.

Se o grupo de Eike Batista injetar os R$ 2,4 milhões restantes para a elaboração do projeto de execução do jardim botânico, serão necessários mais cinco meses para a conclusão final do projeto. Com isso, as obras iniciariam no segundo semestre deste ano. Segundo o presidente da Fatma, são necessários, no mínimo, mais três anos para a conclusão da primeira etapa. “Para a entrega completa do jardim botânico ainda não se tem prazo, pois tudo depende da obtenção de recursos junto à iniciativa privada”, observa.

O custo total para a conclusão das três estações do jardim botânico é de aproximadamente R$ 55 milhões, destes R$ 11 milhões destinados à conclusão da primeira estação localizada no bairro Itacorubi.

Primeira e maior estação será no Itacorubi

De acordo projeto urbanístico e arquitetônico, o jardim botânico de Florianópolis terá três estações, ou seja, será dividido em três áreas. A primeira e maior delas será em uma área verde no bairro Itacorubi com 28 hectares (280 mil metros quadrados) de extensão. É por ela que as obras devem começar com um prazo para entrega de 360 meses. Por isso a visitação passaria a ser aberta em 2014. No local, a população teria um contato com os manguezais da ilha e com as unidades de conservação do Estado. Estão previstas exposições, áreas de lazer e de convivência e um local para pesquisa nas áreas da ciência e tecnologia.

Ecologia das abelhas e das restingas

Já na segunda estação com 10 hectares (100 mil metros quadrados), localizada na Cidade das Abelhas, situada atrás do Centro Administrativo do Governo, no bairro Saco Grande II, a interação dos visitantes será com a ecologia das abelhas e com a importância da madeira.

A terceira e última estação do jardim botânico será na sede do Sapiens Parque, em Canasvieiras, Norte da Ilha. Lá a visitação tem foco na restinga e nos banhados com auxílio de trilhas instrutivas. “Como o valor para a execução de tudo é muito alto a ideia é que seja concluída uma estação por vez”, observa o presidente da Fatma.

 

Daniel Queiroz/ND
Estado ainda precisa de recursos para finalizar projeto de execução. 

 

Estação do Itacorubi

01 - Praça Verde de Acesso
02 - Praça Coberta/Multiuso
03 - Administração/ Centro de Pesquisas
04 - Passerio da Transição - da Cidade do Mangue
05 - Jardim Açoriano
06 - Centro de Imagens da paisagem
07 - Passeio Didático - Viveiros de Espécies do Mangue
08 - Parque Urbano Linear
09 - Passeio da Celebração
10 - Passeio da Transformação - do Lixo ao Orquidário 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade