Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Interpol e Polícia Federal prendem, em Florianópolis, francês acusado de tráfico

O homem vivia na praia do Campeche e está preso na penitenciária de Florianópolis

Redação ND
Florianópolis
02/11/2016 às 17H53

A Polícia Federal, em conjunto com a Interpol em Santa Catarina, prendeu em Florianópolis, nesta terça (1), o francês Ludovic Andre Boudouin.  Segundo informações da PRF ele é investigado por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em um processo criminal que tramitou no "Tribunal de Gande Instance de Marseille", na França. O mandado de prisão dele foi expedido pelo STF (Supremo Tribunal Federal).

Ainda de acordo com a polícia, Ludovic tinha registros de sucessivas entradas e saídas como turista no Brasil entre 2009 e 2014, quando solicitou ao governo brasileiro sua permanência como estrangeiro residente em Florianópolis. Ele teria aberto um estabelecimento comercial na praia do Campeche, onde vivia discretamente sem chamar a atenção das autoridades.

O advogado Paulo Vieira, que é amigo da família, informou que a notícia foi recebida com surpresa por Ludovic e seus familiares, que não sabiam de nenhum processo tramitando contra ele. Segundo a família, o homem, que é casado com uma brasileira, tem residência fixa em Florianópolis, passaporte regular e esteve na França recentemente sem nenhum tipo de problema ou restrição.

Como a Justiça estava de recesso em Florianópolis no dia em que Ludovic foi preso, eles não tiveram acesso ao processo para saber exatamente quais as razões do deferimento da prisão já que não há sentença. A única informação que a família tem é que a prisão foi fruto do cumprimento de uma ordem do ministro da Justiça a pedido da Interpol, provavelmente da Justiça francesa, e não uma operação da PF no Brasil.

Um advogado deverá ser constituído oficialmente para acompanhar o caso a partir desta quinta (3). A família também contesta a informação de que ele teria um estabelecimento comercial no Campeche. O preso foi encaminhado à penitenciária de Florianópolis, onde permanecerá à disposição do Supremo Tribunal Federal, aguardando decisão em relação ao processo de extradição.

Cônsul honorário em Florianópolis fará visita na Penitenciária

Jean Victor Martin, cônsul honorário da França em Florianópolis, informou que vai visitar Ludovic Andre Boudouin na Penitenciária de Florianópolis para verificar as condições do cárcere. O cônsul preferiu não comentar os apontamentos do advogado que se pronunciou em nome da família.

Como você ficou sabendo da prisão de Ludovic em Florianópolis?

Eu fui comunicado pelo Consulado de São Paulo e o que sei é que ele foi detido por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. Os motivos da prisão é uma questão da polícia e da Justiça e não cabe a mim questionar.

Qual será o motivo desta visita na Penitenciária de Florianópolis?

Apenas vou verificar as condições em que ele está encarcerado. Se as condições são normais. Liguei para lá, mas como é feriado, pediram que eu conversasse com a direção.

O cônsul teve conhecimento dos argumentos da família que diz desconhecer qualquer processo contra Ludovic Andre Boudouin?

Você é a primeira pessoa que me procura. Eu fiquei sabendo da prisão através do Consulado de São Paulo e é tudo que sei.

Publicidade

3 Comentários

Publicidade
Publicidade