Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Iniciativas do Carnaval 2017 de Florianópolis são destaques em premiação

Produção da festa foi avaliada pela Oficina Crítica do Carnaval, que reconheceu entidades e empresas que contribuíram para a tradição. O Grupo RIC foi um dos homenageados

Dariele Gomes
Florianópolis
13/05/2017 às 15H58

Recentemente um grupo de estudiosos, artistas e apaixonados por Carnaval se reuniu para criar a Oficina Crítica do Carnaval, com o objetivo de levantar dados, fazer análises e apontar possíveis melhorias para o maior evento artístico e cultural da região, o Carnaval de Florianópolis. O grupo da sociedade civil organizada, formado em outubro de 2016, analisou criteriosamente a produção do Carnaval 2017 da Capital, e, neste sábado (13), reconheceu sete iniciativas, através do Prêmio Máscara de Bamba. O Grupo RIC foi um dos homenageados.

O Grupo RIC foi um dos homenageados com o Prêmio Máscara de Bamba - Marco Santiago/ND
O Grupo RIC foi um dos homenageados com o Prêmio Máscara de Bamba - Marco Santiago/ND



A premiação ocorreu na Fundação Cultural Badesc, no Centro, e analisou se o Carnaval 2017 atendia às políticas públicas culturais, destacando as empresas e entidades que mais contribuíram para que o evento não destoasse da tradição, reconhecesse e valorizasse a história.  Conforme um dos integrantes da Oficina, Fernando Albalustro, o grupo comparou o Carnaval com um corpo humano e detectou que é um ‘’corpo’’ debilitado, que precisa de recuperação, mas que também há órgãos funcionando bem e saudáveis, e que esses precisam ser preservados para que a festa continue viva.  “Por isso o nosso reconhecimento às iniciativas saudáveis, que mantêm a cultura e servem de incentivo e exemplo para os próximos anos”, destaca Albalustro.

Sobre o levantamento de dados e análise do Carnaval de Florianópolis 2017, o grupo utilizou a metodologia sistemática nacional de cultura para analisar a governança, infraestrutura, economia e programação. Dentro desses pontos, o grupo sugere melhorias, como segurança, mais programação local, inclusão da participação do comércio na festividade,  prioridade de execução de músicas carnavalescas - destacando que o atual cenário do evento é predominado por outros ritmos -, melhorar a ocupação do espaço dos patrocinadores que tornaram o evento muito comercial, entre outros.

As perguntas utilizadas como tese no desenvolvimento do estudo foram: Como nós estamos? Onde poderíamos chegar? Enaltecendo os pontos negativos, positivos e construtivos, com a ideia de levar esse estudo à Prefeitura e entidades para que o Carnaval da Capital seja cada vez mais cultural.

Premiação da Oficina Crítica do Carnaval aconteceu neste sábado - Marco Santiago/ND
Premiação da Oficina Crítica do Carnaval aconteceu neste sábado - Marco Santiago/ND



Saiba os destaques reconhecidos pela Oficina:

Receberam a premiação: bloco carnavalesco Batuqueiros do Limão, departamento de Marketing das Lojas Koerich, RICTV/Record TV, blog Na Avenida, jornalista Renato Igor, Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap) e Floripa Convention & Visitors Bureau.

Diante das turbulências econômicas do País, a RIC TV não deixou de dar cobertura ao Carnaval de Florianópolis 2017, visando garantir a informação à sociedade, de forma que evidenciou a tradição e a cultura regional.  O prêmio da RICTV foi recebido pelo gerente comercial Norberto Moretti e entregue pelas mãos de Albalustro.

“Fizemos uma cobertura inovadora, não só reproduzindo o desfile, mas também toda a preparação que o antecedeu durante quase dois meses. Temos na empresa muitos funcionários que são carnavalescos e traziam informações de primeira mão. Toda a equipe da empresa contribuiu de alguma forma. E nós retribuímos oferecendo o serviço à comunidade, o que nos garantiu o reconhecimento, audiência e a sensação de dever cumprido socialmente”, destaca Moretti.

Outro destaque, as Lojas Koerich foram representadas no evento pelo gerente de Marketing Adilson Toll. Ele ressaltou que a empresa tem um envolvimento muito forte com a sociedade e que entende que é importante valorizar o que é dessa terra, dessa cultura, dessa história.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade