Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Incêndio atinge galpões na área industrial de São José

O fogo começou por volta das 5h40

Redação ND
Florianópolis
Cesar Augusto/ACS Entulhos/Divulgação/ND
Incêndio é de grandes proporções


Atualizada às 10h30

Bombeiros combateram um incêndio que atingiu seis galpões na área industrial de São José, na rua Aderbal Ramos da Silva, na Grande Florianópolis. O fogo começou por volta das 5h40 e prejudicou o trânsito na BR-101, devido a fumaça causada e pela ação de curiosos. Três galpões foram incendiados, os bombeiros isolaram os demais espaços para não serem atingidos.

Até as 10h, as chamas já haviam sido controladas e os bombeiros permaneciam trabalhando apenas no rescaldo. Os bombeiros acreditam que o combate total será encerrado somente por volta das 11h. Entre os galpões atingidos estão um de carroceria de caminhões e outros de escolas de samba. O Corpo de Bombeiros pede que a comunidade do entorno não abra as casas, porque se trata de uma fumaça tóxica. As causas do incêndio ainda não foram informadas. 

Daniel Queiroz/ND
Por volta das 9h, os bombeiros ainda combatiam o fogo

 

:: Veja a galeria de fotos do incêndio em São José

No local, ficam os barracões das escolas de samba Copa Lord, União da Ilha da Magia, Consulado e Coloninha, do grupo especial do Carnaval. De acordo com Joel da Costa Júnior, presidente da Liesf (Liga das Escolas de Samba de Florianópolis), dentro dos barracões estavam alegorias, adereços, esculturas, figurinos e materiais de reciclagem do Carnaval deste ano e alguns materiais já confeccionados pelas escolas para o evento do próximo ano. Segundo Joel, não houve perda total de nenhuma escola e os desfiles estão garantidos. “Não conseguimos fazer um levantamento exato ainda do que foi perdido, mas não muda nada para o Carnaval do próximo ano. Vamos ter uma avaliação melhor ao longo do dia”, disse ele.

:: Imagens mostram incêndio que atingiu galpões

O vice-presidente da Copa Lord, Maurici Horácio Demaria, declarou que a escola aguarda o término dos trabalhos para começar a força tarefa para entrar na passarela. "Ainda estamos calculando os prejuízos e aguardando os trabalhos do Corpo de Bombeiros, tivemos alguns materiais que foram perdidos, mas nós não vamos deixar que isso prejudique nossa entrada na passarela, para abrilhantar o carnaval de Florianópolis", ressaltou.

Daniel Queiroz/ND
Galpões da Copa Lord e União da Ilha foram os mais atingidos

 

Do grupo especial das escolas de samba de Florianópolis, que será composto em 2015 por seis agremiações, somente duas não ficam no local do incêndio, a Protegidos da Princesa, que fica no Itacorubi, e a Dascuia.

Com informações do repórter Colombo de Souza e colaboração de Felipe Alves

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade