Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Imagem de São Miguel Arcanjo chega a Florianópolis e fica na Polícia Federal

Padroeiro da Polícia Federal está sob cuidados no prédio do órgão, na avenida Beira-mar Norte

Mariella Caldas
Biguaçu

Marcelo Bittencourt/ND

Entalhada em madeira, com os olhos em vidro e policromada, possivelmente, com folhas de ouro, a imagem de São Miguel Arcanjo chegou ao Aeroporto Hercílio Luz, na manhã desta sexta-feira (16). Embrulhada em diversas camadas de plásticos bolhas e cobertores, foi transportada em um caminhão, em o apoio do comboio da Polícia Federal, até o prédio do órgão, na avenida Beira-mar Norte.

A imagem, que tem entre 150 e 200 anos, foi furtada há 32 anos da igreja do Balneário São Miguel, em Biguaçu, e permanecerá na sala 240 do prédio da Polícia Federal até que exista um local seguro para levá-la. De acordo com o delegado Ildo Rosa, a peça está vinculada a um inquérito policial.

“Além do valor histórico, há o valor jurídico e a possibilidade que seja devolvida a Biguaçu. A Prefeitura poderá requerê-la, mas é preciso de um local seguro para que a imagem não corra risco”, explica o delegado.

Representante do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) do Rio de Janeiro, Rita Gregório, comemorou ao ver a imagem de São Miguel Arcanjo inteira após algumas horas de viagem até a Capital catarinense. Ela ressalta que não tem certeza se a arte sacra chegou a ser restaurada, mas que está em boa conservação e deve ter tido um só proprietário após o furto.

Visita à igreja de São Miguel

No mesmo dia em que a imagem de São Miguel Arcanjo chegou a Santa Catarina, o prefeito de Biguaçu, José Castelo Deschamps, acompanhado do padre José Luiz Souza, visitou a igreja do Balneário São Miguel para estudar questões de segurança e discutir como a imagem poderia retornar ao altar.

“Pensamos em monitoramento eletrônico para deixá-la mais segura”, avisa Castelo. O prefeito destaca que o importante é não colocá-la em risco e, enquanto isso, estará sob responsabilidade da Polícia Federal.

O padre José Luiz Souza relata que os fieis estão ansiosos para ver a imagem. “É um alívio saber que ela chegou. Vamos ver a possibilidade de trazê-la a Biguaçu para que a comunidade possa vê-la”, afirma. Apesar de não ter nada confirmado, o padre confessa que não sabia da complexidade do translado e medidas de segurança tomadas para a integridade da imagem.

Embora soubesse do furto da arte sacra, o padre já havia perdido as esperanças que a encontrassem. “Parece um milagre do santo”, observa. No próximo dia 21 de dezembro, a Paróquia de Biguaçu completa 70 anos de atividades e o presente de aniversário chegou antecipado: a imagem de São Miguel Arcanjo.

Encontrado em um antiquário

A imagem de São Miguel Arcanjo, que é padroeiro da Polícia Federal, foi encontrada por museólogos em um antiquário no Shopping Cassino Atlântico, em Copacabana, no Rio de Janeiro, no último dia 8 de dezembro. Ela havia desaparecido após ser furtada em 1979 da igreja do Balneário São Miguel.

A recuperação contou com a participação da FCC (Fundação Catarinense de Cultura) e do Iphan. O sumiço da imagem pode estar relacionada ao comércio ilegal de arte sacra, conforme o administrador do Museu Etnográfico de Santa Catarina, Valério Carioni.

De acordo com o administrador, a ajuda de um amigo artista do Rio de Janeiro, que teria visto a imagem num leilão foi determinante. O santo não foi arrematado no evento, mas tinha o preço inicial de R$ 35 mil e poderia chegar aos R$ 200 mil.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade