Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Homenagens durante a semana celebram o Dia da Imprensa Catarinense

A data, 28 de julho, celebra o surgimento do pri­meiro jornal de Santa Cata­rina, “O Catharinense”, em 1831

Redação ND
Florianópolis
26/07/2018 às 22H36

Três grandes eventos em Florianópolis, Laguna e Cha­pecó marcam as homena­gens ao Dia da Imprensa Ca­tarinense, que se comemora nesta sábado (28). A data celebra o surgimento do pri­meiro jornal de Santa Cata­rina, em 1831, fundado pelo lagunense Jerônimo Fran­cisco Coelho (1806-1860). As festividades dos 187 anos do início da imprensa no Es­tado são organizadas pela ACI (Associação Catarinen­se de Imprensa) – Casa do Jornalista”, que também ce­lebra seus 86 anos de funda­ção e os 50 anos da Casa do Jornalista.

A primeira edição de “O Catharinense” foi lançada em Desterro (Florianópolis), quando Jerônimo Coelho ti­nha 25 anos. Hoje, restam poucos exemplares do jor­nal, que estão na Fundação Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro e na Biblioteca Pú­blica de Santa Catarina. Já a prensa usada para impri­mi-los está no Museu Anita Garibaldi, em Laguna.

Além de jornalista, Je­rônimo Coelho se destacou nacionalmente como mili­tar e político. Antes de re­tornar a Santa Catarina, foi presidente das províncias de Grão-Pará e Rio Grande do Sul. Exerceu, ao mesmo tempo, os cargos de minis­tro da Marinha e da Guerra de Dom Pedro II.

Em Santa Catarina, além de idealizar “O Catha­rinense”, criou um segundo jornal (“O Expositor”) e fun­dou a primeira loja maçôni­ca do Estado. Por isso mes­mo, além de ser um nome histórico da imprensa, é também patrono da maço­naria catarinense.

O primeiro evento ocor­reu nesta quinta-feira (26), em Laguna. Nesta sexta (27), na Capital, será realizada uma homenagem a Jerôni­mo Coelho, na praça 15, às 10h30. No sábado, será realiza­do o 11º Encontro da Impren­sa Catarinense, em Chapecó. Durante o almoço festivo, os jornalistas Luiz Carlos Pra­tes e Alberto Gonçalves de Souza receberão homena­gens por terem completado 50 anos de profissão.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade