Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Homem que sequestrou engenheira em Florianópolis e a fez refém por 11 horas é preso em Londrina

O sequestrador foi preso em flagrante com o carro da vítima e está vindo para a Capital prestar esclarecimentos neste sábado, 26

Redação ND
Florianópolis

A arquiteta Carolina Luisa Vieira, 28, que foi sequestrada na sexta-feira, 25, próximo ao campus da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), na Trindade, está de volta à Capital. Ela foi libertada no aeroporto de São José dos Pinhais, no Paraná, e voltou para Florianópolis por volta das 2h deste sábado, 26.

No início da tarde de sexta-feira familiares e amigos de Carolina sentiram falta dela e não conseguiam contato com a jovem. A família logo acionou a polícia suspeitando do sequestro e soube que foi realizado um saque de aproximadamente R$1.000 na conta dela e o carro foi abastecido em São José com o cartão de crédito.

Após retornar a Florianópolis, a vítima contou à polícia que foi rendida enquanto se dirigia ao seu carro nos arredores da UFSC e ficou refém do homem por aproximadamente 11 horas. Ela foi levada até o banco para sacar dinheiro e depois foi obrigada a abastecer o próprio veículo para seguir viagem com o homem até o Paraná. 

A polícia também afirmou que, segundo relato da prórpia vítima, ela foi colcada no porta-malas do carro, onde permaneceu durante quatro horas. Depois de muita negociação, a jovem convenceu o sequestrador que não oferecia perigo e ele a tirou do porta-malas, deixando Carolina viajar ao seu lado.

Assim que a vítima foi liberada, a Polícia Civil iniciou as buscas pelo sequestrador na região em que ela foi deixada. O trabalho feito pela Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) resultou na prisão de Moizes Thiago Santos Queiroz, 22 anos, natural do Paraná. De acordo com o delegado Divisão Antissequestro da Deic, Renato Hendgens, o homem foi preso em flagrante com o veículo da vítima, por volta das 5h30, pelo delegado da subdivisão de Londrina.

O sequestrador está sendo transferido para Florianópolis e deverá chegar à Capital no período da tarde deste sábado, dia 26, para prestar esclarecimentos. O homem já havia sido preso em flagrante na Capital, no mês passado, por extorsão. Ele foi detido pelo quarto Batalhão da Polícia Militar de Florianópolis e foi liberado sob as condições de não ausentar-se da cidade sem autorização em de comparecer aos atos processuais.  Ainda não se sabe a motivação do sequestro. Segundo o delegado Hendgens, a previsão da pena neste caso, é de quatro a dez anos de reclusão.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade