Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Homem é morto em Palhoça após auxílio da PM em internação compulsória

Polícia efetuou disparos após o homem ficar violento; caso será investigado

Beatriz Carrasco
Florianópolis

Um homem foi morto na manhã desta quinta-feira (23) no bairro Aririú, em Palhoça, após a Polícia Militar ser chamada para prestar auxílio em internação compulsória. Segundo a PM, o chamado foi feito para prestar apoio a uma oficial de justiça, que estava no local para a ação, quando o homem, identificado como Anderson de Matos, 32, ficou violento. De acordo com o Boletim de Ocorrência, registrado na Delegacia de Palhoça, o homem tentou impedir a internação - exigida pela família - e fugiu por um matagal.

Neste momento, Anderson levou seis tiros de armas não-letais, porém, ainda assim ele conseguiu fugir dos policiais militares. Foi quando ele se armou com uma barra de ferro e fez ameaças aos PMs e familiares que tentavam acalmá-lo. No Boletim de Ocorrência, o policial responsável pelo disparo de arma de fogo explicou que fez o disparo em legítima defesa. 

“Mesmo socorrido em razão desse disparo, ele veio a óbito”, finalizou o porta-voz da PM, ao acrescentar que será aberto inquérito policial militar (IPM) para investigar o caso.

 

Casos anteriores de violência

De acordo com o irmão de Anderson, que registrou o Boletim de Ocorrência, foi necessário contê-lo com a ajuda da polícia em outras vezes. Em um dos casos, o Bope foi chamado porque ele tentou agredir familiares.

 

Com informações da repórter Elaine Stepanski 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade