Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Governo Federal libera repasse de R$ 35 milhões para saúde de Santa Catarina

Nesta terça-feira (24), em Brasília, o governador Raimundo Colombo participou de audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros

Redação ND
Florianópolis (SC)
24/10/2017 às 19H01

O Ministério da Saúde aprovou o reforço de R$ 35 milhões para o estado de Santa Catarina. O repasse de R$ 25 milhões deverá ocorrer nos próximos 15 dias, e será destinado aos hospitais filantrópicos para pagamento de serviços já prestados nos últimos meses. Até o início de 2018, outros R$ 10 milhões devem ser repassados referentes à habilitação de novos serviços em diferentes unidades hospitalares. Nesta terça-feira (24), em Brasília, o governador Raimundo Colombo participou de audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, para assinar as portarias.

“Foi um grande avanço. Os R$ 25 milhões vão ajudar a regularizar a situação de muitos hospitais, pagando por serviços realizados nos últimos seis meses. E os R$ 10 milhões passam a ser um novo repasse anual para funcionamento de novas áreas hospitalares, em cidades como Blumenau e Videira, um credenciamento fundamental para avançarmos ainda mais no sistema público de saúde catarinense”, avaliou Colombo.

“O governo estadual e a bancada federal catarinense têm feito um trabalho muito articulado, sempre apresentando de forma conjunta as demandas estaduais, e nós, do governo federal, estamos fazendo nossa parte de autorizar novas habilitações para aumentar o valor per capita de Santa Catarina”, acrescentou o ministro Ricardo Barros.

Dos 183 hospitais ativos em Santa Catarina vinculados ao SUS, 128 são de gestão estadual, sendo que 13 são de administração própria da Secretaria de Estado da Saúde. Uma rede que disponibiliza atualmente 11.386 leitos gerais pelo SUS e 678 leitos de UTI. Considerando exclusivamente os 13 hospitais que são geridos pela Secretaria de Estado da Saúde, apenas neste primeiro semestre de 2017, foram realizados 585.953 atendimentos (internação, ambulatório e emergência), 23.306 cirurgias e 1.607.125 exames.

Governador Colombo e ministro da Saúde Ricardo Barros durante audiência em Brasília - Julio Cavalheiro/Secom
Governador Colombo e ministro da Saúde Ricardo Barros durante audiência em Brasília - Julio Cavalheiro/Secom



Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade