Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Governo entrega viaturas à polícia e diz que o índice de criminalidade está baixando em SC

No primeiro lote de 129 veículos, a Polícia Militar ficou 91 viaturas equipadas para o patrulhamento e a Polícia Civil recebeu 39. O segundo lote de 167 viaturas está previsto para outubro

Colombo de Souza
Florianópolis
24/08/2018 às 23H04

Durante a entrega de 129 viaturas – 91 para a Polícia Militar e 39 para a Polícia Civil -, nesta sexta-feira (24), o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) ressaltou que a segurança foi a prioridade das ações estabelecidas desde que ele assumiu o governo, em fevereiro, quando Raimundo Colombo (PSD) renunciou para concorrer ao Senado.

Entrega de viaturas - Daniel Queiroz
Entrega de viaturas - Daniel Queiroz

Pinho Moreira falou sobre a queda vertiginosa nos índices da criminalidade no Estado e que a segurança pública está no caminho certo, fazendo frequentes operações policiais. “É fundamental instrumentalizar nossas polícias, com veículos de patrulha e descaracterizados para as investigações”, afirmou.

De acordo com o governador, até outubro as forças estaduais serão contempladas com mais um lote de 167 veículos, totalizando 296 viaturas. O investimento é de mais de R$ 18 milhões, com recursos do Pacto por Santa Catarina. Ele disse ainda que essa ação foi possível por meio de estudo voltado para um atendimento mais adequado à população.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, afirmou que os veículos precisavam ser substituídos e revelou que a inteligência da polícia está, atualmente, com quatro grandes investigações em curso, além das rotineiras operações policiais realizadas em conjunto com ações sociais nos locais de vulnerabilidade. “Estamos atuando num estratégia 80 por 20, sendo 80 de repressão e prevenção, e 20 em ações sociais. Nossa meta é inverter esta lógica, atuando mais na área social”, disse.

Já o comandante do 22º BPM (Batalhão da Polícia Militar), tenente-coronel Sandro Cardoso da Costa, explicou que nas comunidades Chico Mendes e Novo Horizonte, no bairro Monte Cristo, no Continente, os índices de homicídios baixaram sensivelmente. “Faz mais de 40 dias que não ocorre crime contra a vida”, disse. Esta trégua, segundo ele, é o resultado do trabalho em conjunto que a Polícia Militar está realizando com prefeitura e Celesc.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade