Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Fortes chuvas causam prejuízos em 24 municípios catarinenses no fim de semana

No Alto Vale do Itajaí, famílias precisaram ser encaminhadas para abrigos públicos, por medida de segurança

Elaine Stepanski
Florianópolis

Em apenas um final de semana choveu o previsto para todo o mês de setembro. Com a previsão de uma primavera com chuvas acima da média, os meteorologistas, não descartam novos temporais como os registrados no fim de semana. Não é à toa, que as fortes chuvas bateram recordes de precipitação. Ao todo foram 24 municípios catarinenses afetados, entre vendaval, granizo e chuvas torrenciais. Já o número de ocorrências, de acordo com a Defesa Civil chegou a 28. Em Chapecó, nas 24 horas de domingo (27), o município acumulou 118,8 mm e em Campos Novos, foram 129,1 mm acumulados de chuva.

De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil foram 840 pessoas afetadas pelo mau tempo, contabilizando 141 desabrigados, 270 residências danificadas, mais de oito instalações públicas danificadas e o município de Abdon Batista decretou situação de emergência. No município foram 116 residências atingidas.

Diante do cenário de chuvas fortes, e volume de água que desceu pelos rios que cortam o Alto Vale do Itajaí em Rio do Sul famílias precisaram ser encaminhadas para abrigos públicos por medida de segurança. Já no bairro Progresso, 32 pessoas foram alojadas. No bairro Bela Aliança, 49 pessoas de 12 famílias foram encaminhadas para abrigo público.Em outro abrigo, também no Bela Aliança foram 30 famílias deslocadas.

Já região Serrana, em Otacílio Costa, a coordenadoria municipal de proteção e defesa civil continua a monitorar o nível do rio Canoas. O mesmo ocorre em Correia Pinto. Já em Bocaina do Sul, houve danos em vias públicas devido a chuva forte que atingiu o município.

No Extremo Oeste do Estado, o rio Itapiranga chegou a 6,47 metros, na segunda-feira. No decorrer da manhã, o nível teve uma estabilização e passou a baixar,com o cessar das chuvas. Na Grande Florianópolis, Alfredo Wagner registrou queda de pontes e 20 famílias ficaram isoladas.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade