Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Força-tarefa retira lixo e desobstrui ruas danificadas pela chuva em Florianópolis

Prefeitura contabiliza que já conseguiu intervir de forma emergencial em mais de 80 ruas de bairro; reestruturação segue a partir desta segunda-feira

Michael Gonçalves
Florianópolis
14/01/2018 às 22H02

O domingo (14) foi de trabalho e de reconstrução para quem teve prejuízo com os alagamentos e deslizamentos provocados pela chuva intensa de terça-feira (9) à quinta-feira (11), em Florianópolis. Conforme balanço divulgado pela prefeitura, mais de 80 ruas receberam algum tipo de intervenção emergencial nos últimos quatro dias. A Comcap (Autarquia de Melhoramentos da Capital) recolheu mais de 350 toneladas de resíduos volumosos nos últimos três dias.

Foram recolhidos entulhos, móveis e aparelhos domésticos nos bairros Rio Tavares, Campeche, Lagoa da Conceição, Barra da Lagoa, Pantanal, Costeira, Itacorubi, Santa Mônica, Monte Verde, Vargem Pequena e Ratones. Também foram mobilizadas equipes em toda a orla dos balneários para fazer a retirada da sujeira resultante da ação das marés. 

A rua da Represa, no Morro do Quilombo, recebeu tratamento especial durante o fim de semana. “Os caminhões da prefeitura estiveram aqui no sábado e no domingo e retiraram a capa de asfalto que foi danificada com a chuva. Agora, os moradores conseguem sair e chegar de casa com mais tranquilidade, mas ainda estamos aguardando mais reparos, porque o ônibus ainda não vai até o ponto final”, disse o pedreiro Eugênio da Silva Souza, 53 anos.

Rua da Represa, no Morro do Quilombo, recebeu tratamento especial durante o fim de semana - Daniel Queiroz/ ND
Rua da Represa, no Morro do Quilombo, recebeu tratamento especial durante o fim de semana - Daniel Queiroz/ ND

De acordo com o diretor de Operações Ricardo Leal, ainda há muito a ser feito esta semana para recuperar o padrão de limpeza da cidade. Ele estima que, ao final, serão recolhidas 500 toneladas de resíduos volumosos provenientes da enxurrada. As orlas dos principais balneários passaram por trabalhos de limpeza, faltando as praias de Ponta das Canas e Brava, que receberão equipes para a devida recuperação nesta segunda-feira (15). 

Aproximadamente 1000 m³ de bica corrida e 250 toneladas de asfalto foram compradas para restauração da estrutura viária e cem equipamentos diversos estão trabalhando na limpeza e desobstrução de praias, ruas, galerias e valas. Além disso, dez hidrojatos empregados na drenagem de ruas e casas alagadas. 

O que foi utilizado e recolhido na limpeza e reconstrução

1.000 m³ de bica corrida (base para pavimentos)

250 toneladas de asfalto

100 equipamentos diversos trabalhando em limpeza e desobstrução de praias, ruas, galerias e valas

10 hidrojatos empregados na drenagem de ruas e casas alagadas

350 toneladas de entulhos recolhidos

Fonte: Prefeitura de Florianópolis

Comcap realizou força-tarefa para coleta de lixo pesado em mais de dez bairros da Capital - PMF/Divulgação/ND
Comcap realizou força-tarefa para coleta de lixo pesado em mais de dez bairros da Capital - PMF/Divulgação/ND

Abrigo no Sul da Ilha é fechado neste domingo

O abrigo no Conselho Comunitário da Fazenda Rio Tavares, que recebeu o maior número de desabrigados durante a enxurrada, foi fechado na tarde deste domingo (14). O último a sair foi o artista Eduardo Domingues, 29 anos, que mora na Costa da Lagoa em uma casa de pedra. 

O cadastramento das famílias afetadas pela enxurrada segue ao longo desta semana. “Tive o meu violão danificado, descolou por causa da enchente, e muitos materiais foram danificados como folhas para desenho e para escrever, além dos livros. Aceito doações, porque preciso consertar o meu violão. Também aceito uma barraca, porque ela foi destruída e chove dentro da minha casa de pedra”, disse Domingues.

Bairros atingidos pela chuva recebem doações

A Prefeitura estima que já entregou mais de 500 colchões, 700 kits de roupa, cestas básicas, material de limpeza e de higiene em todos os bairros atingidos pela forte chuva. A ação foi realizada por meio da Defesa Civil, Secretaria de Assistência Social e a rede solidária Somar Floripa. O atendimento e cadastramento das necessidades dessas famílias vai continuar ao longo desta semana.

“Ainda estamos fazendo as entregas, porque as famílias continuam fazendo cadastros. A situação já está sob controle. Daqui para frente, vamos aceitar doações de móveis e eletrodomésticos para repor esses bens que foram perdidos com a chuva”, afirma Cintia de Queiroz Loureiro, coordenadora da rede solidária. As próximas demandas, como itens de linha branca e mobílias, serão anunciadas no site do Somar Floripa.

Prefeitura irá aceitar doações de móveis e eletrodomésticos para famílias que perderam seus bens devido a chuva - PMF/Divulgação/ND
Prefeitura irá aceitar doações de móveis e eletrodomésticos para famílias que perderam seus bens devido a chuva - PMF/Divulgação/ND



Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade