Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Foliões aproveitam o fim do feriado de Carnaval em blocos no Centro de Florianópolis

Várias pessoas se reuniram com amigos e familiares na avenida Hercílio Luz e regiões próximas para festejar

Marina Simões
Florianópolis
13/02/2018 às 21H02

Os foliões continuaram a festejar pelas ruas de Florianópolis na tarde desta terça-feira de Carnaval (13). Apesar de não reunir uma multidão, como a que foi curtir os blocos dos sujos no último sábado (10), dois blocos de rua chamaram várias pessoas para aproveitar o fim das comemorações do Rei Momo na avenida Hercílio Luz e na rua Nunes Machado, na região central. Alguns bares da região estavam abertos e o público também podia comprar bebidas com ambulantes que estavam no local. Axé, pop e outros ritmos animavam quem passava acompanhado de amigos e familiares pelos blocos.

Dayse e Úrsula são irmãs e adoram montar suas fantasias para as festas de Carnaval - Marco Santiago/ND
Dayse e Úrsula são irmãs e adoram montar suas fantasias para as festas de Carnaval - Marco Santiago/ND


As irmãs Úrsula e Dayse Dias adoram festejar o Carnaval e, principalmente, montar as fantasias que irão utilizar nos eventos durante o feriado. Este ano, elas confeccionaram máscaras, se vestiram de Pedrita e de pirata e, nesta terça-feira, estavam caracterizadas como a pintora mexicana Frida Kahlo. “Como este bloco era temático, resolvemos vir vestidas assim e eu já adoro a Frida mesmo. Na verdade, as roupas que nós estamos usando são minhas do dia-a-dia. Nós fizemos a maquiagem diferente e colocamos as flores nos cabelos”, conta Ursula.

As duas disseram estar gostando bastante do bloco Não Me Kahlo e da animação das pessoas que estavam por lá. “Acho que por ser uma proposta diferente, mais politizada, o pessoal está respeitando mais. Todo mundo pode aproveitar”, explica Dayse. Ela e a irmã já tiveram problemas com o assédio durante o Carnaval, mas acreditam que este ano a situação melhorou em relação ao anterior.

Felipe gostou muito dos blocos de rua, onde se sentiu muito bem e respeitado - Marco Santiago/ND
Felipe, de máscara rosa, gostou muito dos blocos de rua, onde se sentiu muito bem e respeitado - Marco Santiago/ND

Já Felipe Parize, natural do Oeste de Santa Catarina e morador da Capital há seis anos, foi comemorar o último dia de festa com os amigos. Ele falou que sempre sai para festejar nessa época e neste Carnaval quis aproveitar os blocos de rua. “Amanhã, já voltamos ao trabalho, mas foi muito bom! Deu para aproveitar muito este ano. Nesses blocos todo mundo se respeita, você pode ser quem você é”, disse ele.

Júlia é maquiadora e caprichou na caracterização durante o Carnaval - Marco Santiago/ND
Júlia é maquiadora e caprichou na caracterização durante o Carnaval - Marco Santiago/ND


Os olhares desviavam para Júlia Staedele quando ela passava pelas pessoas. “Esta é a última festa de Carnaval que eu vou neste ano e está bem animado. Não sei bem qual é a minha fantasia, deixo as pessoas interpretarem, mas acho que uma boa definição é de deusa”, falou. Desde quinta-feira, a maquiadora está curtindo com os amigos e em todos os dias, caprichou na caracterização.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade