Publicidade
Terça-Feira, 22 de Maio de 2018
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 12º C

Focada em alunos de escolas estaduais, Governo e Acaert lançam campanha Jeito Catarinense

O projeto visa despertar a consciência cidadã dos jovens e estimular que eles indiquem as ações positivas e negativas que encontrarem

Caroline Figueiredo (Especial para o Notícias do Dia)
Florianópolis
24/04/2018 às 21H42

A cidade de Bogotá, na Colômbia, era considerada na década de 1990 uma das mais criminalizadas do mundo. Foi a partir de um projeto bem-sucedido que o município se tornou exemplo de cidadania. O Estado de Santa Catarina segue os mesmos passos. Nesta terça-feira (24), a Acaert (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão) e o governo do Estado lançaram, em Chapecó, a maior campanha social e educativa já realizada: Jeito Catarinense – o jeito certo de fazer as coisas.

Marcello Petrelli, Eduardo Pinho Moreira e Eduardo Deschamps em meio a estudantes que participaram da campanha Jeito Catarinense - Caroline Costa/Divulgação/ND
Marcello Petrelli, Eduardo Pinho Moreira e Eduardo Deschamps em meio a estudantes que participaram da campanha Jeito Catarinense - Caroline Costa/Divulgação/ND


O lançamento ocorreu na Escola de Educação Básica Marechal Bormann com as presenças do governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB), do presidente da Acaert, Marcello Corrêa Petrelli, do secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, e do prefeito de Chapecó, Luciano Buligon. A campanha tem apoio institucional da Fecomércio/SC e da Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina).

A iniciativa da Acaert tem como objetivo mobilizar a sociedade a aderir atitudes que visam o bem-estar coletivo, estimulando ações positivas e desencorajando as negativas. Cerca de 120 mil alunos, de 8 a 12 anos, de 892 escolas da rede estadual de ensino receberão cartilhas e cartões para traduzir o jeito catarinense de fazer as coisas certas.

O jeito certo de tratar as pessoas, a natureza, andar no trânsito e cuidar da saúde integram a cartilha que traz informações sobre o jeito certo e o errado de proceder em diferentes situações do dia a dia. Os cartões servem como um alerta. O vermelho indica a reprovação às ações negativas e o verde é o reconhecimento para as boas atitudes.

Caroline Gomes, 11 anos, está no 6º ano do ensino fundamental na Escola Marechal Bormann e já sabe para quem dar o cartão verde. “Para as pessoas que ajudam os mais velhos, que separam o lixo, que respeitam os animais e preservam a água”, afirmou ao receber das mãos do governador a primeira cartilha. Segundo ela, as sugestões serão levadas para casa: “Vou incentivar minha família e amigos a fazer as coisas do jeito certo, só assim teremos um Brasil melhor no futuro”.

“Esse projeto desenvolverá de maneira prática ações de cidadania e envolvimento comunitário que serão realizados com o espírito de cooperação e amor ao próximo. É cuidando das pessoas que estamos cuidando do futuro que queremos”. - Eduardo Deschamps, Secretário de Estado da Educação

Reconhecimento educacional

O conteúdo das 10 mil cartilhas que serão distribuídas às escolas foi analisado e aprovado por pedagogos e educadores catarinenses, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação. Os diretores e professores foram sensibilizados para que participem efetivamente deste esforço coletivo e participaram de uma teleconferência com os coordenadores das escolas, para apresentação da campanha.

“As crianças são a base da sociedade. É a partir delas que iniciaremos grandes transformações. A partir das correções feitas aos adultos e demonstração de bons exemplos. O Brasil vive um momento de eleições e, portanto, é fundamental que possamos refletir sobre qual o jeito certo de fazer as coisas para que tenhamos um futuro melhor”. - Marcello Corrêa Petrelli, presidente da Acaert

O presidente da Acaert, Marcello Corrêa Petrelli, salientou que a radiodifusão incorpora esse momento para fazer o seu papel de mostrar, divulgar e promover as boas atitudes em toda Santa Catarina. Conforme explicou, é de fundamental importância que cada pessoa entenda o seu papel e tenha a consciência de agir de maneira correta em diferentes situações do dia a dia. “A campanha é inédita no Brasil e mostra o diferencial de Santa Catarina para todo o país tendo como base as crianças através do trabalho da escola”, disse.

O governador Pinho Moreira disse que esse é um momento importante e que marca a cidadania do povo catarinense. “São os bons exemplos que geram bons resultados. Nós, enquanto governo de Santa Catarina, motivamos e apoiamos ações que estimulem o desenvolvimento pessoal e social de nossas crianças”, afirmou.

Conforme o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, a cidadania é um dos principais tópicos pelo qual a educação tem para desenvolver os seus estudantes. “Trouxemos o modelo desse projeto da Colômbia porque acreditamos nos bons exemplos que já deram certo. Os estudantes identificarão junto com os professores o que se entende como certo ou errado”, destacou.

Para Gilberto Kleinubing, diretor da Santa Fé Veículos, a campanha Jeito Catarinense é uma grande oportunidade para que as crianças nos ensinem como fazer as coisas corretamente. “A ideia é que, nós brasileiros, sempre temos o conceito de mais ou menos certo e mais ou menos errado. As crianças têm um espírito de ver o certo o errado facilmente. Com elas a gente tem muito a aprender”, disse.

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade