Publicidade
Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 22º C

Floripa ganha duas novas áreas de lazer: Lagoa da Chica e Parque Linear do Córrego Grande

Lagoa do Campeche passou por processo de revitalização e a área da Fazendinha, no Córrego, possui uma enorme passarela, playground e áreas de passeio

Felipe Alves
Florianópolis
24/03/2017 às 21H21

No mês de aniversário de Florianópolis, a comunidade recebe neste sábado mais duas áreas verdes de lazer. Frutos de TACs (Termos de Ajustamento de Conduta), a Lagoa da Chica, no Campeche, será entregue totalmente revitalizada, e o Parque Linear do Córrego Grande terá mais uma parte – a da Fazendinha – entregue pelos empresários da construção civil à prefeitura.

Carine Werlang, moradora do Campeche, leva as crianças para um passeio em meio à natureza na Lagoa da Chica - Marco Santiago/ND
Carine Werlang, moradora do Campeche, leva as crianças para um passeio em meio à natureza na Lagoa da Chica - Marco Santiago/ND


A Lagoa da Chica, que no passado recebia banhistas e pescadores, havia virado um depósito de lixo nos últimos anos, com mato para todos os lados, assoreamento e despejo de esgoto. Foi preciso muita união da comunidade para reverter o quadro e transformar completamente a paisagem da lagoa, que agora voltou a ser frequentada.

Na Chica, diversas intervenções urbanísticas foram feitas, como um deque prolongado, parquinho para as crianças, uma trilha que quase dá a volta na lagoa e um acesso direto à praia com acessibilidade para cadeirantes. “O lugar ficou lindo, agora a gente pode vir para passear e aproveitar. Às vezes venho até à noite, pois agora tem iluminação”, conta Valéria Reis, 57 anos, que leva a neta Alice para brincar no local.

No Córrego Grande, um projeto discutido há mais de dez anos finalmente está saindo do papel: o Parque Linear. Ao longo de cinco quilômetros, o parque é um grande corredor de área verde de lazer que margeia o rio que dá nome ao bairro. Na área da Fazendinha, finalizada este mês, há playground para as crianças, áreas de passeio e uma enorme passarela de madeira, com bancos, lixeiras e paisagismo.

Laíse Orsi leva diariamente as cachorrinhas Luna e Lupita para passear no Parque Linear do Córrego Grande - Marco Santiago/ND
Laíse Orsi leva diariamente as cachorrinhas Luna e Lupita para passear no Parque Linear do Córrego Grande - Marco Santiago/ND


A bióloga Laíse Orsi, 29, mora bem próximo ao parque e leva diariamente as cachorrinhas Luna e Lupita para passear. “Elas adoram ficar livres, brincando. É uma área que dá para soltá-las e aproveitar bastante”, diz.

Foco na manutenção

A revitalização da Lagoa da Chica foi possível graças a um TAC firmado entre a Fatma (Fundação Estadual do Meio Ambiente) e a Celesc, após o vazamento de óleo de uma subestação desativada da companhia na Tapera, que causou prejuízos ao meio ambiente. A principal ação no local foi o desassoreamento da lagoa.

De acordo com João Carlos da Silva, presidente da Amoje (Associação dos Moradores do Jardim dos Eucaliptos), o desafio agora será a manutenção, que ficará a cargo da associação em parceria com empresas locais. “Essa revitalização é um sonho de toda a comunidade que brigou para que o projeto saísse”, afirma.

Com o desassoreamento e o bloqueio de dois acessos de esgoto que desembocavam na lagoa, a qualidade da água melhorou bastante. A partir de agora, a Amoje vai monitorar a qualidade da água. A ideia é que as pessoas voltem a usar o local para pescar e tomar banho. “É um ótimo lugar para trazer as crianças e ter contato com a natureza. Além da praia, essa agora é outra opção de lazer para quem mora próximo”, diz Carine Werlang, 32,moradora do Campeche.

Compensação ambiental

Há dez anos o professor e arquiteto César Floriano desenvolveu com seus alunos da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) o projeto do Parque Linear do Córrego Grande. Ao longo do rio, todas as áreas eram públicas, com exceção da região da Fazendinha. Por meio de um TAC firmado pelo Ministério Público de Santa Catarina, as construtoras que ergueram prédios na região doaram parte da área da Fazendinha e fizeram o tratamento paisagístico. “Neste sábado eles entregam essa etapa para a prefeitura, mas ainda não está completa. Ainda terá uma rua boulevard, com passeio para pedestres, cafés e mesas”, afirma Floriano, que fez essa etapa em parceria com a arquieta Juliana Castro.

Dentro do TAC foram revitalizadas todas as praças ao redor do parque, foi construída uma nova praça no Sertão do Córrego Grande e a área da Fazendinha. Agora, caberá à prefeitura a manutenção e a finalização da última etapa do parque, que pretende ligar as ciclovias e passeios até a Udesc.

De acordo com Rosângela Mirela Campos, coordenadora do Fórum da Bacia do Itacorubi, agora será criado um conselho com as associações locais, que farão o plano de uso da área, determinando o que pode ou não fazer no local. “O pessoal tem usado bastante a área porque a gente não tinha um parque desse tamanho”, diz a presidente da Amosc (Associação de Moradores do Sertão do Córrego Grande), Lisete de Fátima.

As novas áreas de lazer da cidade

Lagoa da Chica

Onde fica: Rua das Corticeiras, no Campeche

Histórico: A lagoa foi tombada como patrimônio natural e paisagístico pela prefeitura em 1988 pelo decreto 135, mas sofreu por anos com a falta de cuidados em seus 14 mil m².

Obras: Na primeira etapa foram construídos calçamento, parte do deque, academia ao ar livre, playground e a casa de administração. Na última etapa foi feito o desassoreamento, foi finalizado o prolongamento do deque e a trilha ao redor da lagoa, foi construído o acesso à praia (com acessibilidade para cadeirantes) e o local foi sinalizado com placas.

Custo: R$ 1,2 milhão

Quem fará a manutenção: Associação dos Moradores do Jardim dos Eucaliptos e empresários da região

Evento de entrega: Neste sábado, às 15h

 

Parque Linear do Córrego Grande

Onde fica: Ruas Sebastião Laurentino da Silva, João Pio Duarte Silva e Fritz Plaumann, no Córrego Grande

Histórico: O parque foi criado pela lei municipal 9.455/2014 após a assinatura do TAC em 2013. O local corresponde a um corredor verde de lazer, com extensão de cinco quilômetros ao longo das margens do rio Córrego Grande, conectando duas unidades de conservação: cachoeira do Poção/Parque do Maciço da Costeira ao Jardim Botânico/Parque do Manguezal do Itacorubi.

Obras: O parque é dividido em três áreas: Sertão do Córrego Grande (Poção), Fazendinha e Parque São Jorge. As duas primeiras áreas fazem parte do TAC. A primeira foi finalizada em 2016, com a construção de sede da Amosc e um parque no Sertão. A área da Fazendinha é a etapa entregue este mês. No local foram construídos um playground, uma passarela, ciclovias e áreas de passeio e foi feito todo o projeto paisagístico, além de iluminação e equipamentos públicos, como bancos e lixeiras.

Custo: R$ 6 milhões

Quem fará a manutenção: Prefeitura, com acompanhamento de um comitê gestor de associações locais

Evento de entrega: Neste sábado, às 11h

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade