Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Florianópolis reforça vocação em polo de tecnologia e sedia lançamento do LIDE Futuro

Capital catarinense é destaque no setor e volta os olhos também para os jovens empreendedores

Elaine Stepanski
Florianópolis

Transformar Florianópolis no novo Vale do Silício brasileiro. Este é um dos objetivos do grupo de líderes empresariais, o LIDE SC. A capital hoje é destaque no setor de tecnologia e emprega mais de 6 mil pessoas, com 600 empresas atuantes do ramo e um faturamento de aproximadamente R$ 1,5 bilhão - mais da metade do faturamento do setor em Santa Catarina, que é de R$ 2,5 bilhão. E, para reforçar a vocação do estado, especialmente da capital como polo de tecnologia e empreendedorismo no país, o grupo de líderes empresariais lança nesta quarta-feira (28), o LIDE Futuro. O lançamento ocorre durante o evento Like the Future, que está em sua 12º edição nacional, para cerca de 300 convidados, na Acate Primavera.

A ideia do Lide Futuro é aproximar os jovens com mentores líderes do mercado. “O LIDE contava apenas com empresas e empresários com movimentação com mais de R$100 milhões de reais, neste caso, só iam jovens herdeiros. Hoje vamos abranger todos os jovens que tenham interesse em fazer a diferença, tenham ideias. Vamos trazer pessoas que tem experiência, fazer network, prospectar investidores, realizar um plano de negócios para os jovens”, conta o vice-presidente da Neoway e diretor do LIDE Futuro SC, Pedro de Paula.

Com a palestra Empreendedorismo x Investimentos, o evento Like the Future irá receber grandes investidores do ramo de tecnologia para falar sobre o cenário financeiro do setor, oportunidades e a colocação de Florianópolis como polo de tecnologia no país. Entre os investidores internacionais estará Kevin Efrusy, sócio do Accel Partners, um dos principais fundos de investimento do Vale do Silício. 

Para o proprietário da Neoway- empresa líder em soluções de inteligência de negócio com tecnologias como o Big Data e Data Science, Pedro de Paula, o objetivo de eventos como este é mostrar também que o crescimento pode ocorrer mesmo com o cenário atual.“É possível crescer mesmo em meio à crise”, declara sobre a empresa que nos últimos três anos teve um crescimento de 100%.

Florianópolis tem potencial para ser o "vale do Silício" brasileiro


Tecnologia arrecada mais impostos do que turismo em Florianópolis

“O LIDE é um abridor de caminhos, exporta conhecimento, tem muitas empresas destaques que garantem ao município empregos, reconhecimento e ainda uma boa arrecadação de impostos. Ano passado, a tecnologia ultrapassou inclusive o setor de turismo na arrecadação de impostos municipais”, conta o presidente do LIDE SC, Wilfredo Gomes. Em 2014 o turismo arrecadou R$ 20 milhões enquanto o ISS (Impostos Sobre Serviços de Qualquer Natureza) arrecadados pelo setor de tecnologia foi de R$72 milhões.

O constante crescimento do setor, já coloca Florianópolis como destaque nacional e internacionalmente. Um levantamento recente feito pela Endeavor em 14 capitais elegeu Florianópolis como a melhor cidade para a geração de negócios de alto impacto.

O sucesso é facilmente explicado por Pedro de Paula, presidente do LIDE Futuro SC. “Tem universidades de qualidade, mão de obra qualificada, ótimos programadores, além de uma ótima qualidade de vida com um custo de vida muito mais baixos que outras cidades, como São Paulo, por exemplo,”, conta. Para Gomes, a capital assumiu o DNA  do setor de tecnologia. “Exemplo disso é o Sapiens Park. A mistura das universidades, empresas destaques, qualidade de vida, muito semelhante ao Vale do Silício”, descreve.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade