Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Terceira edição do TEDx Floripa bate recorde de público

Cerca de 400 pessoas se reuniram no sábado para compartilhar boas ideias e práticas criativas

Letícia Mathias
Florianópolis

Troca de ideias positivas, maneiras práticas e criativas de fazer a diferença no ambiente em que se vive e o despertar para novos modos de pensar a partir do compartilhamento de informações fizeram cerca de 400 pessoas encherem o centro de inovação da Acate (Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia) em Florianópolis neste sábado (27) durante a terceira edição do TEDx Floripa. O evento, realizado na Capital desde 2011 com a proposta de fomentar ideias que merecem ser espalhadas, recebeu cerca de mil inscrições. Foi a maior participação do público desde a primeira edição. 

João Neto/Divulgação/ND
No total, 15 palestrantes se revezeram no palco montado na Acate


Pessoas da Capital e de diferentes cidades do Estado e de fora de Santa Catarina acompanharam 15 palestrantes de diferentes áreas de conhecimento, mas todos com interesses coletivos, voltados principalmente à cultura e inovação.

Foram diversos temas, desde iniciativas de apoio a causas sociais, projetos culturais a empresas criativas e educação. Cada palestrante compartilhou sua experiência e projeto pessoais. A proposta é provocar a abertura para o diálogo e a discussão de ideias e quebra de paradigmas.

A ideia de fazer o evento em Florianópolis surgiu do coordenador geral do TEDx Floripa Bruno Cheuiche quando ele participou de um evento semelhante na Amazônia, em 2010, com 52 palestras. “Quando saí de lá pensei: Florianópolis precisa disso e fui atrás da licença pra realizar aqui”, conta.

No ano seguinte ele conseguiu reunir 15 voluntários para promover o evento na UFSC e reuniu público de 100 pessoas. “Essa proposta abre conversa sobre coisas comuns mas com novas formas de pensar essas situações”, explica. 

Para o participante desta terceira edição Jeferson Castilhos,40, que atua na área de tecnologia da informação e já havia participado uma vez em 2013, o TEDx pode ser definido da seguinte maneira: “São pessoas desconhecidas falando de coisas grandiosas”.

“Venho sempre observando como posso mudar e o que posso fazer. O ambiente de troca e conhecimento e esse contato com as pessoas aqui é o mais importante”, disse. 

Ideias empreendedoras inspiram participantes

A troca de experiências já era compartilhada antes mesmo das palestras, na fila de entrada. A estudante de publicidade Bruna Freitas, 20, veio sozinha de Guarapuava, no Paraná, para participar pessoalmente do evento em busca de inspiração para seus projetos pessoais e profissionais.

Na entrada, conheceu as estudantes Lais Lodi, 20, e Denise Silvestrin, 24, que também fizeram amizade a caminho do TEDx. Denise, que é estudante de psicologia, participou pela segunda vez e encontrou pessoas que ajudam a pensar objetivos voltados ao coletivo.

“É possível mudar. Não é tão fatídico como ouvimos dizer que ‘a política não tem mais jeito’, são coisas menores que podemos realizar e assim aos poucos mudar um contexto maior e assim como o tema do evento propõe, que seja uma voz ressonante”, opinou. 

Entre os convidados naturais ou radicado em Florianópolis estava a produtora cultural Paula Borges, idealizadora da Maratona Cultural.

Ela disse que participar como palestrante foi uma satisfação e safio ao mesmo tempo. Durante 15 minutos ela falou sobre seus projetos, como começaram e foram realizados.

“Essa vivência é ótima, a troca de conhecimento é o que mais vale”, destacou.

O casal Karina Ferreira e Ismael Godoy que viajou de Florianópolis ao Uruguai de bicicleta na companhia da cachorrinha Estopa compartilharam a ideia de desconstruir o pensamento de que viajar requer muito dinheiro:

“Aqui estamos vendo propostas de vida pessoal e profissional que podem inspirar outras. Viemos contar um pouquinho de nós, mas absorver tudo daqui também” disse Karina. 

Lidiane Lemes falou sobre a o projeto Imposto Vira Cultura, uma plataforma de financiamento coletivo para fomento da cultura em que o contribuinte pode ajudar descontando o valor do próprio imposto de renda.  

Ela destacou a importância de valorizar a cultura produzida por quem está perto, muitas vezes desconhecida do grande público. A especialista em economia criativa e doutora em urbanismo sustentável, Ana Carla Fonseca, também palestrou sobre como as cidades podem ser transformadas a partir do cidadão e do olhar ao talento humano em que todos possam pensar e executar em conjunto:

“É importante proporcionar ambientes de trabalho em que as pessoas possam ser mais criativas e proponham questões que ajudem a mudar sua realidade local”. 

Saiba mais: 

O TED é uma organização sem fins lucrativos que incentiva “Ideias Que Merecem Ser Espalhadas”. Foi criado em 1984 como uma conferência anual, na Califórnia e já teve entre seus palestrantes Bill Clinton, Bill Gates (mais de uma vez), Bono Vox, Al Gore, Michelle Obama e, mais recentemente, Edward Snowden. O TEDx é um evento local dentro do mesmo conceito organizado de forma independente.

www.tedxfloripa.com.br

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade