Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Florianópolis ganha observatório de gastronomia para mapear melhores práticas

Iniciativa faz parte da chance obtida pela Capital como cidade criativa da Unesco

Cristiano Rigo Dalcin
Florianópolis
27/08/2018 às 22H16

Um termo de cooperação assinado por representantes da Fecomércio, Senac e FloripAmanhã deu início ao Observatório da Gastronomia, nesta segunda-feira (27), no Sesc Cacupé. O evento de lançamento contou com palestra da consultora em Economia Criativa, Claudia Leitão, e a degustação de um menu especialmente criado pelo chef Narbal Correa, que visitou a cronologia gastronômica  da capital catarinense.

O Observatório da Gastronomia é uma das ações relacionadas à chancela obtida por Florianópolis, que 2014 passou a integrar a seleta rede mundial de cidades criativas da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) em 2014. Desde então, o grupo gestor formado por representantes de diversas entidades do setor tem se articulado para contribuir na geração e gestão do conhecimento ligado à gastronomia.

Menu assinado pelo chef Narbal Correa fez uma visita cronológica da gastronomia de Florianópolis - Foto: Marco Santiago/ND
Menu assinado pelo chef Narbal Correa fez uma visita cronológica da gastronomia de Florianópolis - Foto: Marco Santiago/ND


De acordo com a gestora do programa Cidade Criativa em Gastronomia, Nathália Bernardinetti, o Observatório tem como função mapear a compartilhar as melhores práticas de gastronomia da cadeia produtiva, do produtor até o consumidor final.  “Queremos registrar, gerar conhecimento, criar boletins de tendência e fomentar políticas públicas, com acesso livre e gratuito a todos que se envolvem com gastronomia”, destacou.

Convidada para o lançamento do Observatório de Gastronomia, a consultora Claudio Leitão ressaltou a importância da geração de dados e de uma identidade para agregação de valor. “Muitos países tem planos nacionais de economia criativa, mas o Brasil ainda não, por isso eu festejo esse observatório para que possamos transformar dados em ações, em políticas públicas”, afirmou.

Após a palestra, o público foi convidado a degustar um menu assinado pelo chef Narbal Correa, desde o período dos sambaquis, com ostras naturais, até o dia de hoje, da Florianópolis Cidade Criativa da Unesco da Gastronomia. Cervejas artesanais e vinhos de altitude harmonizaram a degustação em estilo finger food.

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade