Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Florianópolis é a capital que mais arrecada óleo de cozinha reciclado no mundo

Iniciativa do programa ReÓleo mobiliza as pessoas a descartarem corretamente o óleo vegetal

Felipe Alves
Florianópolis
Divulgação/ND
O óleo pode ser colocado nos pontos de coleta, que possuem recipiente específico para armazenar o líquido

Se após usar o óleo de cozinha, você ainda o joga pelo ralo da pia ou do banheiro, é melhor repensar essa atitude, pois apenas uma gota de óleo é capaz de poluir mil litros de água potável. Em Florianópolis, fazer parte dos que ajudam a preservar o ambiente dessa forma é ainda mais significativo já que a cidade é, oficialmente, a capital que mais arrecada óleo de cozinha reciclado no mundo de acordo com o Guinness World Records, o livro mundial de recordes de 2014.

Durante o mês de setembro do ano passado, a equipe do livro registrou 18.670 litros de óleo arrecadados na cidade, doados em 138 locais diferentes. A iniciativa é do programa ReÓleo, organizado pela Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (Acif) há 15 anos, e que tem por objetivo a mobilização e conscientização das pessoas para o descarte correto do óleo vegetal.

As doações podem ser feitas nos quase 200 pontos de coleta em bares, restaurantes, postos de gasolina, supermercados e escolas da Grande Florianópolis que possuem um recipiente específico para armazenar o líquido. Depois da coleta, um caminhão recolhe os materiais, que são contabilizados pela equipe do ReÓleo e transformados em sabão líquido e em barra. Os produtos de higiene retornam para o mesmo local de onde saíram em formato de óleo.

“Estamos em uma cidade sustentável, preocupada com o ambiente. Já coletamos 2,1 milhões de litros ao longo de 15 anos do projeto e queremos educar e incentivar cada vez mais os moradores a serem responsáveis pela destinação correta do óleo”, afirma Sander Demira, presidente da Acif.

Segundo Luiz Antônio Falcão de Moura, diretor do programa, a ideia é mudar a mentalidade das pessoas na questão ambiental. “Há 15 anos não havia nenhuma preocupação com o descarte do óleo e isso existe hoje. O programa foi crescendo e esta questão foi trabalhada com a população e, especialmente, com as crianças, que são agentes multiplicadores do descarte correto do óleo”, diz ele.

 

Educação ambiental faz parte do projeto

Em setembro, o projeto ReÓleo promoveu a campanha “Floripa no Guinness” para incentivar ainda mais a população a destinar corretamente o óleo de suas casas. O objetivo era coletar mais de 10 mil litros de óleo em um mês e o resultado foi 18.670 litros, colocando a cidade pela primeira vez no livro dos recordes.

Segundo os organizadores, o objetivo foi fazer com que a própria população fosse a protagonista dessa ação em defesa do ambiente. Pessoas, empresas e entidades se mobilizaram e trouxeram esse reconhecimento para a cidade.

“Queremos motivar que outras localidades também tenham essa preocupação com o destino do óleo. Estamos cumprindo nossa missão e queremos que outras cidades pensem assim. A água é o nosso recurso mais importante”, diz Luiz Falcão.

Mas, além da coleta, a educação ambiental faz parte do projeto. As palestras com o tema “reciclar é educar” são voltadas para alunos de escolas públicas e particulares, motivando e incentivando os alunos a disseminarem a ideia de descarte correto do óleo em suas casas.

“A parte educacional do projeto também é fundamental para que dê certo. Já foram impactados mais de 7.000 crianças e adolescentes, com palestras de conscientização”, explica Sander Demira.

 

Como doar?

Há quase 200 pontos de coleta espalhados por Florianópolis, São José, Palhoça, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Antônio Carlos e Anitápolis. Procure o mais próximo de você no site www.acif.org.br/reoleo/pontos-de-entrega

 

Como se tornar um ponto de entrega?

Estabelecimentos devemfazer o download do cadastro no projeto pelo site www.acif.org.br/reoleo/participe-do-programa e enviar o documento preenchido para reoleo@acif.org.br

Pessoas físicas – quem mora em condomínio pode entrar em contato com a Acif pelo e-mail acima ou pelo telefone 3224-3627e fazer o cadastro. Para quem não mora em condomínio, o ideal é entrar em contato com a associação de moradores da região e criar um ponto de entrega de óleo

- Os coletores (bombona ou lixeira) devem ficar em locais cobertos e protegidos. Uma pessoa deve resguardar o local de armazenamento e avisar a Acif quando estiver com cerca de 50 litros de óleo para receber a coleta

- A Acif oferece palestras e folder informativos para os condôminos para engajá-los a participar da coleta de óleo

 

Como separar e acondicionar o óleo usado na cozinha

1 – Após a fritura dos alimentos deve-se esperar o líquido esfriar

2 – Colocar o óleo em uma garrafa pet, usando um funil com gase para separar os resíduos sólidos

3 – Levar a garrafa até o ponto de entrega mais próximo de sua casa

4 – O óleo armazenado na garrafa não deve ser despejado na bombona do ponto de entrega; a garrafa deve ser colocada fechada

5 – O óleo será recolhido e levado para reciclagem e será transformado em sabão líquido e em barra

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade