Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Fiesc convida empresários para missão na China

As inscrições acontecem no site da Fiesc

Saraga Schiestl
Florianópolis

A principal feira de TI (Tecnologia de Informação) da China, a Hi-Tech Fair, realizada na cidade de Shenzhen terá a presença de empresas catarinenses. Empresários do setor poderão compor a missão empresarial da Fiesc, divulgada oficialmente nesta segunda-feira (26), em Florianópolis. Para o lançamento da missão, a Federação recebeu uma comitiva de governantes chineses e também representantes da feira.

Filipe Scotti/Fiesc/Divulgação/ND
O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, recebeu os representantes chineses


No encontro, o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, afirmou que as indústrias brasileiras e as entidades que as representam estão fazendo um grande esforço para a melhoria da competitividade. "E a inovação é o grande motor do crescimento da produtividade. É o centro da agenda da política industrial brasileira. Todo o país está envolvido num grande esforço para aumentar os investimentos em tecnologia e inovação, justamente, para se tornar mais competitivo", destacou.

O diretor-adjunto do escritório do comitê organizador da feira, Su Yanwei, afirmou que a articulação do encontro em Florianópolis começou no ano passado quando uma comitiva da Fiesc visitou a Hi-Tech. "Por meio da participação brasileira no evento os dois países têm construído uma plataforma de intercâmbio", disse. No ano passado a exposição teve a presença de três mil investidores e a apresentação de 15,5 mil projetos de alta tecnologia.

A feira acontecerá entre os dias 13 a 21 de novembro e, este ano, deve reunir 3.000 expositores vindos de 60 países. O foco é a apresentação de produtos e serviços dos segmentos de TI, eletrônicos, software, hardware, biotecnologia, LED, energias renováveis, robótica e painéis fotoelétricos.

Os empresários catarinenses que desejarem fazer parte da missão devem fazer a inscrição no site www.fiescnet.com.br/missoes. No endereço está a programação completa das visitas na China.

Estado gera R$ 1 bilhão em tecnologia

Hoje Santa Catarina conta com cinco polos de tecnologia que compreendem 1.600 empresas com um faturamento de US$ 1 bilhão. Por causa da relevância do segmento de TI (Tecnologia da Informação), a Fiesc chama os empresários do setor para conhecer as novidades da feira chinesa.

"O Estado e a indústria sabem bem que esse é o caminho para aumentar o espaço dos nossos produtos e bens e serviços no mercado internacional", afirmou o presidente.

A cidade que receberá os catarinenses, Shenzhen, o centro industrial e tecnológico do Sul da China, além de ser líder em serviços financeiros, comércio exterior e transporte. Possui três zonas de livre comércio (Futian, Shatoujiao e Yantian). Também é considerado hub entre Hong Kong e as regiões do interior da China. É considerada a cidade chinesa de maior capacidade de inovação em biotecnologia e internet.


Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade