Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Fenaostra encerra com 160 mil unidades de ostras vendidas durante cinco dias de festa

O evento aconteceu pela primeira vez no Mercado Público e no Largo da Alfândega, no Centro da Capital

Dariele Gomes
Florianópolis
15/10/2017 às 20H27

Totalmente manezinha, a 18ª Fenaostra - Festa Nacional da Ostra e da Cultura Açoriana terminou neste domingo (15) e foi considerada um sucesso de público e de segurança, pois segundo o superintendente de Turismo de Florianópolis, Vinicius De Lucca Filho, a estimativa é que 58 mil pessoas tenham circulado pelo evento que foi realizado pela primeira vez no Mercado Público e Largo da Alfândega. Nos cinco dias de evento foram vendidas 160 mil unidades de ostras entre o pavilhão instalado na Alfândega e o Mercado Público.

Matheus Alves aproveitou o último dia do evento com a família - Marco Santiago/ND
Matheus Alves aproveitou o último dia do evento com a família - Marco Santiago/ND


“Foi um sucesso absoluto. Os números mostram que a comunidade aceitou bem o lugar o novo formato da festa, agora centralizada e com entrada gratuita. O formato veio para ficar, pois no próximo ano a festa deve se repetir aqui, no coração da cidade, e com acesso gratuito. Não tivemos nenhuma ocorrência, o que me deixa muito feliz. O povo soube aproveitar bem a festa que foi preparada com carinho para eles”, disse.

O superintendente de Turismo garante ainda que em breve será feito um balanço e as considerações oficiais da festa. Uma das melhorias previstas para 2018 será a ampliação da estrutura.

Quem correu para aproveitar as delícias do último dia da Fenaostra foi a família do fotógrafo Matheus Alves, 30 anos, que junto com a mulher Bruna Splitter, 30, e a filha Lara, 3, degustaram um prato de ostras gratinadas. “Chegamos de viagem hoje [ontem] e passamos aqui para conferir o final da festa. Está tudo uma delícia, muito bem organizado. Uma grande festa popular”, disse Matheus.

A professora Mariane Makowiesky, 29, aproveitou a cultura da cidade por meio das músicas junto com a afilhada Beatriz, de 7 meses. “O domingo foi de tempo bom, aí viemos com ela. É sempre interessante valorizar a tradição de Florianópolis”, contou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade