Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Fenaostra começa nesta quarta-feira reunindo gastronomia e cultura local em Florianópolis

Prefeitura espera reunir 30 mil pessoas em cinco dias

Felipe Alves
Florianópolis

Um resgate da cultura catarinense regado a ostras, música e artesanato locais. Esta é a proposta da 14ª edição da Fenaostra (Festa Nacional da Ostra e da Cultura Açoriana), que começa nesta quarta-feira (16), no CentroSul, em Florianópolis. Até domingo, o evento valorizará a cultura local, a gastronomia da Ilha e a produção de ostras como referência nacional.

 

Daniel Queiroz/Arquivo/ND
A Fenaostra deste ano conta com 12 restaurantes

 

Realizada há 15 anos, a festa não ocorreu no ano passado por falta de verbas e, este ano, volta com a proposta de ser mais do que um festival gastronômico ao ampliar a programação e a participação de artesãos locais. Segundo a secretária municipal de turismo, Maria Cláudia Evangelista Pereira, a expectativa é tornar a Fenaostra uma referência, assim como a Oktoberfest. “Queremos que as pessoas experimentem um pouco da nossa cultura. Por todo o Estado, outubro é o mês das festas e Florianópolis não pode ficar de fora. A Oktoberfest é um case para nós, é uma festa que atrai pessoas de todos os lugares e promove a cultura de Blumenau”. Para ampliar o mercado para os produtores de ostras e promover o consumo, os preços deste ano são tabelados.

Além dos 12 espaços gastronômicos que irão oferecer ostras de diferentes formas, haverá apresentações de boi de mamão, grupos de dança, apresentações de stand up com Dona Bilica e Darci, e música com Valdir Agostinho, Luiz Meira, Dazaranha, Sambarah, Samba Aí, entre outros. No espaço dedicado à aprendizagem, haverá oficinas de renda, de barro, de instrumentos locais, espaço de contos de Franklin Cascaes e Cruz e Sousa.

Única do gênero no país, a Fenaostra está dividida em dois salões. Um é o espaço das artes, com oficinas para crianças, adultos e também a comercialização de produtos de 45 artesãos. O outro ambiente é destinado ao palco para apresentações e à área gastronômica, com decoração que remete aos casarios açorianos da Capital e ao Mercado Público.

Realizada com R$ 400 mil da Prefeitura, R$ 300 mil do Funturismo e R$ 185 mil do Ministério da Pesca, a expectativa é que a feira atraia 30 mil pessoas até o último dia, com maior movimento na sexta, sábado e domingo. Por questões de segurança, o limite máximo de pessoas ao mesmo tempo dentro da feira será de 3 mil pessoas.

 

Programação

Quarta-feira - 16/10

18h – Abertura dos portões, artesanato, pavilhão gastronômico, espaço kids e caminhão do peixe

18h30 – Mário Moita – 4 Estações, 4 Fados

19h45 – Associação Folclórica Boi de Mamão do Pantanal

20h – Cerimônia de abertura

20h30 – Grupo Gente da Terra

21h30 - Stand up com Bilica

22h – Valdir Agostinho e Banda

0h – Encerramento

 

Quinta-feira - 17/10

10h às 17h – Seminário técnico para profissionais do setor, empresários e produtores

18h – Abertura dos portões, artesanato, pavilhão gastronômico, espaço kids, caminhão do peixe

18h30 – Ginga do Mané

19h30 – Pau de Fitas

20h – Maria Helena e Banda

21h – Stand up com Seu Maneca

21h30 – Seu Baldecir

22h30 – Wagner Kachaça e Banda

0h – Encerramento

 

Sexta-feira - 18/10

 10h às 17h – Seminário técnico para profissionais do setor, empresários e produtores

18h – Abertura dos portões, artesanato, pavilhão gastronômico, espaço kids, caminhão do peixe

18h30 – Violas da Ilha

19h30 – Associação Folclórica Boi de Mamão de Jurerê

20h15 – Stand up com Darci

21h – Grupo Engenho

22h – Dazaranha

1h – Encerramento

 

Sábado - 19/10

10h – Abertura dos portões, artesanato, pavilhão gastronômico, espaço kids e caminhão do peixe

10h30 – Grupo de Ratoeira de Sambaqui

11h – Coral da Guarda Municipal

11h30 – Carvalinho

12h30 – Bruna Müller

13h30 – Ney Platt

14h30 – Banda de Pífanos

15h30 – Banda da Lapa

16h30 – Cortejo com a Corte Imperial do Divino acompanhado por integrantes do Grupo Arcos e Raízes Açorianas

17h30 – Grupo de Seresta

18h30 – Associação Folclórica Boi de Mamão do Itacorubi

19h30 – Stand up com Maricotinha

20h – Luiz Meira e Banda

21h30 – Quinteto Samba Aí

1h – Encerramento

 

Domingo - 20/10

10h – Abertura dos portões, artesanato, pavilhão gastronômico, espaço kids e caminhão do peixe

10h30 – Silvio Mansani – No Dorso do Rinoceronte

11h30 – Associação Folclórica Boi de Mamão Alevanta Meu Boi

12h15 – Jeovanny de Luch

13h30 – Wagner Segura

14h30 – Banda Compasso Aberto

15h30 – Guinha Ramires

16h30 – Grupo de Dança da Apae

17h – Cia Almaire – Dança Flamenca

17h30 – Grupo Abayomi

18h – Grupo Mulheres Wambui

18h30 – Telinho e Banda

19h45 – Grupo Entre Elas

21h – Grupo Sambarah

0h – Encerramento

 

Restaurantes participantes da 14ª Fenaostra

- Crepes Mania

- Tapioca da Terra

- Fratelli Sorvetes

- Bacalhau do Sassa

- Rancho Açoriano

- Freguesia Bar e Restaurante

- Imigrantes Buffet

- Fratellanza

- Sabor e Paladar Brasileiro Restaurante

- Bar e Restaurante Açores

- Associação Maricultores

 

Serviço

O que: 14ª Fenaostra (Festa Nacional da Ostra e da Cultura Açoriana)

Onde: Centrosul (Avenida Gustavo Richard, 850, Centro, Florianópolis)

Quando: de quarta-feira a domingo

Quanto: R$ 5 (ingresso) e R$ 5 (estacionamento). Os preços das ostras são tabelados: meia dúzia de ostra natural por R$ 9; meia dúzia ao bafo por R$ 8; e meia dúzia de gratinadas por R$ 14

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade