Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Facebook derruba rede que vendia curtidas e seguidores na web

Investigação descobriu que uma entidade no Brasil usou uma rede de grupos, contas e páginas para comprar e vender reações, seguidores e páginas, violando os padrões criados para a rede

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
15/08/2018 às 12H53

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Facebook Brasil anunciou nesta quarta-feira (15) que removeu 72 grupos, 50 contas e cinco páginas de sua rede social por violarem políticas de autenticidade e spam, por encorajar e permitir a obtenção de seguidores e curtidas, e até a troca de páginas, com o objetivo de falsamente ampliar o engajamento em busca de ganho financeiro.

Uma investigação da empresa descobriu que uma entidade identificada como PCSD, baseada no Brasil, usou uma rede de grupos, contas e páginas onde as pessoas podiam comprar e vender reações, seguidores e páginas, violando repetidas vezes os padrões criados para a rede. "Nós não permitimos um comportamento inautêntico coordenado e estamos banindo o PCSD de nossa plataforma."

A companhia foi alertada sobre essa rede pelo Digital Forensic Research Lab, do Atlantic Council, que tem fornecido informações em tempo real ao Facebook sobre ameaças de abusos e campanhas de desinformação. A rede foi detectada durante uma investigação sobre a falsa amplificação de páginas políticas na recente eleição no México.

Apenas no primeiro trimestre deste ano, o Facebook removeu 837 milhões de conteúdos de spam e derrubou 583 milhões de contas falsas em todo o mundo.

Facebook já havia anunciado que usaria robôs para diminuir o impacto de manchetes exageradas - Reprodução
Apenas no primeiro trimestre deste ano, o Facebook removeu 837 milhões de conteúdos de spam e derrubou 583 milhões de contas falsas em todo o mundo - Reprodução



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade