Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Executivos da IBM vêm a Florianópolis para atuar como voluntários na Floram

Trabalho inicia no Parque Ecológico do Córrego Grande e será focado no turismo ecológico e nas unidades de conservação ambiental do município

Redação ND
Florianópolis
10/08/2018 às 21H51

O projeto desenvolvido pelo Depea (Departamento de Educação Ambiental da Floram), órgão ambiental da Prefeitura de Florianópolis, foi um dos selecionados do IBM Corporate Service Corps, programa global da empresa que seleciona funcionários em todo o mundo. Esses colaboradores atuam na resolução de desafios sociais, econômicos e ambientais e em projetos que integram planos de crescimento econômico, gestão de processos e tecnologia em organizações.

Voluntários irão começar os trabalhos no Parque Ecológico do Córrego Grande - Camila Peixer/PMF/Divulgação/ND
Voluntários irão começar os trabalhos no Parque Ecológico do Córrego Grande - Camila Peixer/PMF/Divulgação/ND


A proposta enviada pela Floram tem como finalidade analisar e avaliar os Programas “Roteiros do Ambiente: caminhos e trilhas da Ilha de Santa Catarina” e “Educação Ambiental de Florianópolis”. A partir disso se busca a intersecção como forma de estabelecer bases para criação de materiais educativos e assim envolver jovens das comunidades tradicionais.

Os consultores Daria Verellei (Estados Unidos), David Moylan (Irlanda) e Fatima Azzahra Zoubir (Marrocos) deverão desenvolver estratégias para a educação ambiental e promoção do turismo comunitário nas Unidades de Conservação e Parques Urbanos da cidade. No fim da experiência deverão apresentar um relatório que aponte transformações factíveis para uma atuação mais eficiente das organizações participantes.

Como forma de ambientá-los, os voluntários (consultores e funcionários da IBM) serão acompanhados pela equipe da Floram em visita ao Parque Ecológico do Córrego Grande e às comunidades alcançadas pelo trabalho do Depea. Também irão realizar trilhas e articulação com associações de moradores do Sul da Ilha.

As atividades terão início em 13 de agosto, com um evento que irá discutir “O impacto da tecnologia na resolução dos desafios sociais em Florianópolis”, no Centro Sapiens, em Florianópolis e concluirão em 6 de setembro. “Vai ser muito positivo por que é uma forma de aliar a tecnologia com a preservação do meio ambiente, especialmente na questão da educação ambiental, que é uma de nossas grandes frentes”, afirmou o superintendente da Floram, Álvaro Casagrande.

Além da Floram, outras quatro instituições contarão com a assessoria de outros 12 consultores, provenientes de 12 países, na iniciativa inédita em Florianópolis: Centro de Inovações SESI SC, FloripAmanhã, Hacking Health SC e Laboratório Bridge.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade