Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Com direção de Renato Turnes, espetáculo "UZ" estreia em Florianópolis

Peça escrita pelo dramaturgo uruguaio Gabriel Calderón, foi adaptada para o português e faz uma sátira ao fanatismo religioso

Edinara Kley
Florianópolis

A crítica às instituições, tema assíduo na obra dramaturgo uruguaio Gabriel Calderón, aliada à veia cômica e não menos irônica do diretor e ator catarinense Renato Turnes, resultou em uma sátira sobre o fanatismo religioso. Adaptada para o português pelo pesquisador e tradutor, Esteban Campanela, “UZ” é uma obra cômica, a princípio, que aborda as relações entre família, sociedade e igreja.

 

Divulgação/ND
Elenco de "UZ" já trabalhou em outras produções com texto de Gabriel Calderón

 

Sem receio de importunar os mais conservadores, o novo espetáculo da companhia La Vaca, de Florianópolis, mostra uma caricatura da família brasileira tradicional e desestruturada, que acaba por ser destruída pela obstinação religiosa. “A função da arte é mexer com a estrutura e transgredir certos pontos. A abordagem é cômica, mas a crítica é ferrenha. Não temos interesse nenhum em fazer algo cômodo”, reitera Turnes.

“Deus criou o mundo em sete dias. Quantos dias levará Grace para destruí-lo?” incita a sinopse do espetáculo. A personagem é a esposa exemplar que recebe o pedido divido de sacrificar um dos filhos, missão que ela não hesitará em cumprir. A partir da história de Grace, surgem dilemas típicos aos brasileiros: vida de aparências, fofocas da vizinhança, modelos de bom comportamento, opressão da mulher. A influência da religião na política, corrupção, reação violenta dos grupos e outras contradições da sociedade atual também são evidenciadas.

O espetáculo é a segunda parceria entre Turnes e Calderón. O diálogo criativo entre eles começou em 2008 quando o catarinense dirigiu “Mi Muñequita” de autoria do dramaturgo uruguaio. “O Brasil é enorme, mas ao mesmo tempo isolado dos vizinhos sul-americanos. O novo teatro produzido no Uruguai é uma influência da dramaturgia europeia e esse intercâmbio nos permitiu estar mais próximos das produções contemporâneas”, reitera Turnes.

Na mesma época, outra produção estrangeira chamou atenção do grupo catarinense. Com texto de Sergio Blanco e direção de Calderón, o espetáculo “Kassandra”, estrelado pela atriz Roxana Blanco, no Uruguai, teve sua versão brasileira adaptada por Esteban Campanela, sendo a Princesa de Troia, interpretada por Milena de Moraes e dirigida por Renato Turnes.

Palestra e oficina

O projeto de montagem de “UZ” foi contemplado pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura e graças ao subsídio, foi possível trazer o autor da obra a Florianópolis. Além de acompanhar ensaios e a estreia, Calderón fará palestra e uma oficina de construção textual, em parceria com o programa de extensão “Encontro com o Dramaturgo”, coordenado pelo professor Stephan Baumgartel, do curso de Teatro da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), em parceria com a Secretaria de Cultura da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

 

Em clima grevista

A estreia de “UZ” acontece em meio à greve dos servidores da FCC (Fundação Catarinense de Cultura). Ontem, os servidores do TAC (Teatro Álvaro de Carvalho) e Teatro Ademir Rosa, anunciaram adesão ao movimento e paralisação das atividades. O que, no primeiro momento, não afetou a pré-estreia da peça.

Entre as reivindicações dos funcionários dos teatros estão o organograma defasado, carga horária exorbitante sem pagamento de hora extra e sem qualquer regulamentação, déficit de pessoal devido à grande evasão de servidores em decorrência das condições de trabalho, da ausência de plano de carreira e de progressão funcional.

Serviço

I

O quê: Espetáculo “UZ”
Quando: 3, 4, 11, 12 e 13/4, 20h30
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho, rua Marechal Guilherme, 26, Centro, Florianópolis, tel. 3028-8070
Quanto: R$20 (inteira) e R$10 (meia)  

II

O quê: Palestra “Teatro de la contradicción”
Quando: 2/4, 18h30
Onde:  Centro de Ciências Físicas e Matemáticas da UFSC, sala 402, prédio redondo
Quanto: Gratuito

III

O quê: Oficina “La palabra em el teatro”
Quando: 2, 3 e 4/4, das 8h30 às 12h30
Onde: CEART/ UDESC, Sala Básica 6, Av. Madre Benvenuta, 1907, Itacorubi, Florianópolis 
Quanto: Gratuito

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade