Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Espaços públicos viram depósito de lixo em São José

Móveis usados, aparelhos eletrônicos, pneus e lixo doméstico são descartados em locais impróprios

Mariella Caldas
São José

Marcelo Bittencourt

Em todo o município de São José não é difícil encontrar pontos de descartes de objetos inservíveis e lixo doméstico. Nos bairros Bela Vista e Área Industrial, por exemplo, um lixão acabou se formando nos últimos meses. A poluição visual e do solo, o mau cheiro e a proliferação de caramujos, ratos, moscas e baratas preocupam a comunidade.

Da casa de Otília Junkes, 57, é possível ver a quantidade de objetos jogados na calçada de um terreno inutilizado, no começo da rua Araranguá, no Bela Vista. Ela lembra que há seis meses, começaram a aparecer os primeiros dejetos e a cada dia que passa a quantidade aumenta, ignorando a placa pendurada em uma árvore que diz “Proibido jogar lixo”. “Até animal morto já encontrei, além de colchão, sofá, restos de material de construção e cinco mesas de sinuca”, reclama.

A dona de casa diz que, às vezes, é ateado fogo no espaço, o que piora ainda mais a situação e pode causar um grave acidente. “Eu abordei algumas pessoas que estavam despejando lixo no local, mas fui amedrontada pela atitude deles. Anotei a placa do veículo em que estavam, mas não sei o que fazer”, afirma.

A moradora chegou a tirar algumas fotos e reclama que encontra dificuldades em falar com a Prefeitura de São José sobre o assunto. “Quem joga lixo aqui é porque não quer perto da sua casa, então depositam próximos de outras residências”, critica.

 

Destino Certo

Objetos inservíveis são recolhidos pela Prefeitura de São José há cerca de dois anos. A ronda é feita em todos os bairros para destinar corretamente os objetos inservíveis descartados pela comunidade. Conforme o secretário de Infraestrutura, Túlio Maciel, falta a conscientização dos moradores.

O programa Destino Certo capta, aproximadamente, 80 toneladas de objetos por mês. “Despejar o lixo em local impróprio é crime ambiental. A população deve fotografar ou anotar a placa dos veículos para denunciar à Guarda Municipal Ambiental”, explica Maciel. A partir de 2012, os municípios precisarão ter projetos para o destino correto do lixo. O secretário afirma que está aberto um edital de intenções e, no mês de novembro, os projetos serão entregues para avaliação.

Maciel destaca que seis empresas de várias partes do mundo se inscreveram e uma comissão formada por secretarias municipais irá avaliar qual será a mais indicada para realizar o processo e se adaptará à cidade. O funcionamento do novo sistema de tratamento de lixo deve começar a funcionar até o fim do primeiro semestre de 2013.

 

BOX

Cronograma do Destino Certo

Segunda-feira: Colônia Santana, Sertão do Imaruim, Picadas do Sul

Terça-feira: Ponta de Baixo, Fazenda Santo Antônio e Centro Histórico

Quarta-feira: Kobrasol, Campinas e Barreiros

Quinta-feira: Serraria, Roçado, Bela Vista, Kobrasol II, Floresta

Sexta-feira: Forquilinha, Flor de Nápoles, Forquilhas, Potecas e Jardim Pinheiros

Horário: das 8h às 12h e das 13h às 16h

Informações: Secretaria de Infraestrutura (48) 3281-6700

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade