Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Empresa reforça buscas por ultraleve desaparecido entre Itapema e Navegantes

Embarcação com mergulhadores profissionais e sonar se juntou às equipes do Corpo de Bombeiros na tentativa de encontrar pistas da aeronave que caiu na sexta-feira

Everton Palaoro
Itapema
01/08/2018 às 14H55

Mergulhadores de uma empresa particular integraram, nesta quarta-feira (1º), as equipes de buscas ao ultraleve que caiu entre Itapema e Navegantes. Hoje, a operação entra no sexto dia. Na terça-feira, o clima dificultou os trabalhos e o Corpo de Bombeiros necessitou suspender as atividades de mergulho no meio da tarde, devido a baixa visibilidade e também ao frio.

Vento forte e frio obrigaram equipes do Corpo de Bombeiros a interromper buscas na terça-feira - CBMSC/Divulgação
Vento forte e frio obrigaram equipes do Corpo de Bombeiros a interromper buscas na terça-feira - CBMSC/Divulgação


Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros de Itajaí, Daniel Dutra, as buscas recebem o reforço de mais uma equipe com mergulhadores profissionais e também com outro sonar. De acordo com Dutra, o trabalho está concentrado na área próxima a Itajaí e também nas proximidades de Itapema, Porto Belo e Bombinhas, local onde foi localizada parte do trem de pouso do ultraleve na noite de segunda-feira (30).

O piloto José Ubirajara Moreira da Silva, 68 anos, chegou a Porto Belo 15 dias antes do acidente. Durante o pouso, o ultraleve sofreu avarias na hélice e também no trem de pouso. Somente após o conserto da aeronave é que ele decidiu partir para São Paulo.

O ultraleve decolou do Condomínio Aeronáutico Costa Esmeralda com destino a Itanhaém, no litoral de São Paulo, mas oito minutos depois o piloto relatou dificuldades de contato visual com terra e mar. A aeronave sumiu do radar do Aeroporto Navegantes por volta de 11h10. O modelo possuía transponder (equipamento que auxilia na comunicação do tráfego aéreo), tem peso estimado de 750 quilos.

O piloto desaparecido é pai do deputado federal e pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes (PDT).  No sábado (28), as primeiras pistas confirmaram a queda da aeronave. Foram localizadas a mala e uma mochila pertencentes ao piloto. No domingo, 29, as equipes encontraram partes da fuselagem e um pneu da aeronave em Itapema. O último objeto encontrado foi o trem de pouso, que apareceu na orla de Bombinhas na noite de segunda-feira.

As operações de busca estão ocorrendo em uma área de 25 quilômetros quadrados. A região fica nove quilômetros ao sudeste de Itajaí até Bombinhas.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade