Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Em verão atípico em Santa Catarina, Serra registra segunda geada do ano

Fenômeno climático La Niña favorece entrada de massas frias e verão deve ser mais curto, sem ondas de calor e com temperaturas mais agradáveis

Beatriz Carrasco
Florianópolis
30/01/2018 às 17H37
São Joaquim amanheceu sob geada - Mycchel Hudsonn Legnaghi
São Joaquim amanheceu sob geada - Mycchel Hudsonn Legnaghi/São Joaquim Online


O município de São Joaquim, na Serra catarinense, registrou um fenômeno atípico para esta época do ano, no amanhecer desta terça-feira (30). Houve geada nas baixadas, principalmente no Vale do Cruzeiro, Postinho-Frigozan e no Vale do Caminhos da Neve, há cerca de 3km da cidade.

Conforme o engenheiro agrônomo Ronaldo Coutinho, do Climaterra, este é o verão mais fresco no Estado desde 2013, com o registro de sete geadas até o momento. Somente neste ano foram duas, sendo a primeira no dia 4, porém com menos intensidade.

“Como estamos com efeito do [fenômeno climático] La Niña, ele favorece a entrada mais frequente de massas frias. Por isso alertamos que o verão seria brando. Não tivemos nenhuma onda de calor”, explicou Coutinho, ao esclarecer que as ondas de calor são caracterizadas por um mínimo de cinco dias consecutivos em que a temperatura supera 5º da média habitual para a época.

Nesta madrugada, a mínima em São Joaquim ficou em torno dos 4.7ºC no Pericó. Em Urubici, a localidade de Vacas Gordas registrou 3.8ºC, enquanto em Bom Jardim da Serra a mínima foi de 4,2ºC no Morro da Igreja. A menor temperatura do Brasil neste amanhecer, no entanto, foi em Urupema, com 1.3ºC na estação da Epagri, sendo o novo recorde da estação para o mês de janeiro - o último foi de 2.1ºC, em janeiro de 2013.

Florianópolis registra recorde

Além do frio na serra, Florianópolis registrou 15,9°C na madrugada desta terça-feira, temperatura mais fria na cidade durante o mês de janeiro desde 2012. À tarde, os termômetros na cidade chegaram a 28ºC, marcando uma variação de quase 13ºC em relação ao amanhecer. O calor mais intenso nesta terça-feira, entretanto, foi de 31ºC, em municípios como Indaial, Águas Frias, Massaranduba, Garuva, Águas Mornas e Lontras.

Verão mais curto

Ainda segundo Coutinho, vem mais frio pela frente. A tendência para este verão é de que as madrugadas sejam agradáveis e tas ardes não muito quentes. Fevereiro também deve ter chuva e temperaturas abaixo da média.

“Não haverá ondas de calor, com períodos de frio fora do padrão. Provavelmente se estende até março, neste ano o verão será mais curto”, comenta Coutinho.

Entre esta quarta (31) e sexta-feira (2), o comportamento do tempo deve se manter semelhante, com temperaturas agradáveis ao amanhecer, com mínimas entre 11ºC e 18ºC na maior parte do Estado. As máximas, por sua vez, ficam entre 24ºC e 30ºC. O céu deve ficar mais nublado no Litoral e Norte de Santa Catarina, onde há chance de chuva ou garoa apenas na quarta-feira, e ensolarado do Centro ao Oeste do Estado.

No fim de semana, o tempo continua seco. Conforme o meteorologista Eriksom de Oliveira, da Epagri/Ciram, não há indicativos de chuva no período. Ao amanhecer, os termômetros ficam nos 5ºC na região da Serra, e podem chegar aos 15ºC na maior parte do Estado. O período da tarde continua mais quente, mas as temperaturas devem ficar em torno dos 30ºC.

Madrugadas devem continuar registrando temperaturas mais baixas, assim como nesta terça-feira - Mycchel Hudsonn Legnaghi/São Joaquim Online
Madrugadas devem continuar registrando temperaturas mais baixas, assim como nesta terça-feira - Mycchel Hudsonn Legnaghi/São Joaquim Online



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade