Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Em primeiro ato pós-ataque a Bolsonaro, Marina encara multidão na rua em SP

Principal preocupação dos assessores e seguranças era fazer um cordão de isolamento em torno da ex-senadora

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
08/09/2018 às 13H51

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A candidata Marina Silva (Rede) encarou a multidão de sábado (8) da rua 25 de Março para uma "caminhada pela paz", como sua campanha nomeou o primeiro ato de campanha dela após o ataque ao adversário Jair Bolsonaro (PSL).

Marina em meio a uma multidão na rua 25 de Março, em São Paulo - Reprodução/ND
Marina em meio a uma multidão na rua 25 de Março, em São Paulo - Reprodução/ND


A principal preocupação dos assessores e seguranças era fazer um cordão de isolamento em torno da ex-senadora, que atravessou um trecho de 200 m na região de comércio popular, parando para falar com eleitores e tirar fotos.

Presidente da Rede em São Paulo, Nilson Gonçalves, era um dos que tentavam manter o espaço à frente de Marina livre. O receio era que a aglomeração se fechasse em torno dela, impedindo a presidenciável de avançar.

A caminhada - que já estava prevista na agenda dela, mas ganhou o mote "pela paz" após a facada em Bolsonaro - começou pouco depois do meio-dia.

O trajeto seria maior, mas a equipe de Marina optou por encurtá-lo alegando que deslocamentos do tipo têm se estendido além do previsto por causa dos pedidos de selfies e abraços.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade