Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Em busca de direitos e empoderamento, mulheres tomam conta das ruas de Florianópolis

Marcha ocorreu nesta quarta e fez parte de evento internacional realizado na UFSC

Dariele Gomes
Florianópolis
02/08/2017 às 19H47

Mais de 5.000 mulheres tomaram conta das ruas do Centro de Florianópolis na tarde desta quarta-feira (2) para a Marcha Internacional de Mulheres por Direitos, organizada pelo evento 13º Congresso Mundos de Mulheres, um encontro internacional e interdisciplinar sobre mulheres, que ocorre conjuntamente ao Seminário Internacional Fazendo Gênero 11, na UFSC.

Conforme uma das organizadoras, Vera Gasparetto, a Marcha é uma manifestação do poder feminino, empoderada pelas discussões nos dias do evento. “Saímos do campo universitário para as ruas com o objetivo de mostrar à sociedade a nossa força, a nossa luta pelos nossos direitos, nossos espaços”, comenta Vera. A organizadora estima que 5.000 pessoas tenham participado do evento. A Polícia Militar, que fez a segurança do evento, estimou um público de 3.500 pessoas.

As mulheres caminharam pelas principais ruas de Florianópolis - Marco Santiago/ND
As mulheres caminharam pelas principais ruas de Florianópolis - Marco Santiago/ND


A concentração foi feita em frente ao Ticen (Terminal de Integração do Centro). A caminhada aconteceu pela avenida Paulo Fontes, em direção à Praça 15, seguindo pela rua Felipe Schmidt e retornando ao ponto de início. A jovem Bárbara Marques, 27, moradora de Florianópolis, participou da Marcha na companhia de sua filha, a pequena Diloyá Marques, de seis anos, que atentamente ouvia as explicações da mãe sobre o movimento. “É a primeira Marcha que ela participa. A cada movimento ou expressão que chama a atenção dela, eu explico o contexto daquela manifestação. Acredito que ela está crescendo numa cultura melhor, onde as mulheres são reconhecidas. Trazendo ela para participar, mostro que a mulher, a negritude, não precisam se esconder da sociedade, ela deve é aparecer mesmo, atuar. Ela está adorando”, destaca a mãe Bárbara.

Publicidade

4 Comentários

Publicidade
Publicidade