Publicidade
Sábado, 21 de Outubro de 2017
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 19º C

Drone é o novo aliado dos bombeiros de Santa Catarina em ocorrências e monitoramento

Veículo aéreo não tripulado será utilizado em ocorrências reais para o levantamento de informações e no monitoramento de situações de risco

Michael Gonçalves
Florianópolis
17/02/2017 às 09H13

O Corpo de Bombeiros de Santa Catarina ganhou mais um aliado no mapeamento das ocorrência e na redução de riscos. Trata-se de um drone da marca e modelo Phanton 4, com a capacidade de fotografar e de transmitir imagens em tempo real com a tecnologia 4k. Segundo o comandante do 1º Batalhão dos Bombeiros, tenente-coronel Helton de Souza Zeferino, a primeira operação aconteceu no último fim de semana durante a transferência de 20% da carga do vão central da ponte Hercílio Luz. Nesta quinta-feira (16) terminou o primeiro módulo de treinamento dos bombeiros militares que estão capacitados para comandar o veículo aéreo não tripulado.

Bombeiros realizaram treinamento para operar o novo aparelho - Flávio Tin/ND
Bombeiros realizaram treinamento para operar o novo aparelho - Flávio Tin/ND


A iniciativa de adquirir o drone nasceu de um TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) do tenente Pedro Reis, que também foi um dos instrutores. “Fiz um trabalho de como a corporação pode utilizar um drone em uma ocorrência real. Ele tem várias funções, mas destacamos a possibilidade de localização de vítimas perdidas em trilhas ou em florestas, na identificação de pessoas à deriva, para o monitoramento de incêndio ou de localidades isoladas em grandes desastres”, exemplifica o oficial.

O equipamento e os acessórios, todos de procedência chinesa, foram adquiridos por R$ 20 mil. O governo do Estado comprou seis baterias, tablet e hélices reservas. A autonomia do veículo aéreo não tripulado é de 28 minutos, mas com as baterias reservas pode chegar a 2h30min. O alcance estimado é de cinco quilômetros. O modelo adotado não possui capacidade para transporte de cargas e será usado exclusivamente para busca e resgate, mapeamento de áreas em situações de risco ou levantamento de informações, porém, já existem estudos para aquisição de drones com capacidade de transporte de cargas.  

“Esse exemplar deve ficar sediado em Florianópolis, mas poderá ser utilizado em qualquer região do Estado pelo baixo custo operacional comparado a outros equipamentos. Mesmo assim, o objetivo é adquirir mais aeronaves remotamente pilotadas para que possamos reduzir o tempo de resposta na região Oeste”, esclarece o tenente Reis.

Dez militares são capacitados em noções de voo

Os 10 primeiros bombeiros militares foram treinados para operarem a aeronave pelo tenente Pedro Reis e pelo sargento Ewerton Luiz Oliveira na sede do GBS (Grupo de Busca e Salvamento), em Florianópolis. Foram 2h30min de noções de voo e operação no módulo básico em aulas teóricas e práticas.

“O primeiro módulo contemplou noções básicas de manutenção e de pilotagem. Faremos um novo módulo de qualificação desses bombeiros militares para trabalharmos o aprimoramento das técnicas em situações reais. Isso porque o veículo não tripulado passa as informações de localizações precisas em função do GPS”, afirma o tenente Pedro Reis.

O drone não pode ser operado em dias de chuva e de ventos fortes. O Phantom possui três modos de vôo e pode chegar a velocidade de 72 km/h. Segundo o fabricante, o drone tem estabilização por meio de campo eletromagnético. Ele é capaz de se manter equilibrado, mesmo com ventos de até 30 km/h.

Especificações Phantom 4

– Peso (incluindo bateria) 1.380 gramas;
– Velocidade máxima de subida (modo esporte): 6 m/s:
– Velocidade máxima de descida (modo esporte): 4 m/s:
– Velocidade máxima (modo esporte): 20 m/s;
– Tempo máximo de voo: Aproximadamente 28 minutos;

Rádio controle

– Frequência de operação 2.400 GHz a 2.483 GHz;
– Distância máxima de transmissão
FCC conformidade: 3.1 mi (5 km);
Conformidade CE: 2.2 mi (3,5 km) (desobstruída, livre de interferências);
Bateria utilizada: 6000 mAh LiPo 2S

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade