Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Doze centros de saúde estão em reforma ou aguardando licitação em Florianópolis

Comunidade do Canto da Lagoa aguarda pela conclusão da unidade há três anos e obra está parada. Já a comunidade do Campeche deve ganhar um novo posto até o fim de março. Prefeitura diz que reformou 19

Michael Gonçalves
Florianópolis
07/03/2018 às 14H56

Florianópolis tem 12 centros de saúde em reforma ou aguardando licitação e liberação para o reinício das obras. Os moradores do Canto da Lagoa estão sem a unidade há três anos. A reforma do posto começou e parou em função da falta de recursos na antiga administração e ainda não recomeçou. Já a população do Campeche está a poucos dias da inauguração da nova unidade, que está sendo reformada após ser construída e vandalizada sem ao menos ser ocupada. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a licitação para a retomada da obra no Canto da Lagoa deve acontecer até o fim desta semana.

Posto de Saúde do Canto da Lagoa está em obras há três anos - Marco Santiago/ND
Posto de Saúde do Canto da Lagoa está em obras há três anos - Marco Santiago/ND



Morador do Canto da Lagoa, o pizzaiolo Carlos Augusto de Carvalho, 40, tem duas filhas e quando precisa de atendimento médico procura a unidade do Rio Tavares. “Pior do que ver uma obra parada e o nosso dinheiro indo pelo ralo é você ligar a televisão e assistir uma campanha da prefeitura dizendo que a obra recomeçou, mas onde estão os operários”, questiona.

Para evitar a invasão de pessoas em situação de rua e usuários de droga, as janelas do posto de saúde foram lacradas com concreto. A unidade abandonada fica ao lado do NEI (Núcleo de Educação Infantil) do Canto da Lagoa e traz insegurança para os professores, os pais e os alunos. A reforma deveria levar cinco meses para ser concluída, após o início no dia 25 de junho de 2015. À época, a obra foi orçada em pouco mais de R$ 225 mil.

Segundo a professora Ana Lúcia Tamutis, 46, uma audiência pública foi realizada em maio de 2017. “Prometeram recomeçar a obra no ano passado, mas ficou apenas no discurso. A unidade faz muita falta para as crianças da creche, porque tínhamos atendimento imediato nos acidentes”, comentou Ana Lúcia.

Logo quando a unidade entrou em reforma, os moradores do Canto da Lagoa foram atendidos pelo centro de saúde da Lagoa da Conceição. Em função da superlotação, a comunidade foi transferida para o posto do Rio Tavares. “Minha mãe é diabética e precisa medir a pressão todos os dias, mas fica inviável levá-la diariamente ao Rio Tavares. O mesmo acontece com a minha sogra, de 86 anos, que não consegue ter o devido acompanhamento”, criticou a auxiliar de limpeza Valnete Martins, 55.

 

Posto do Campeche será inaugurado até o fim de março

Os moradores do Campeche estão bem próximos de receber a sua nova unidade de saúde. Atualmente, a população desse bairro do Sul da Ilha é atendida em uma casa alugada na Avenida Pequeno Príncipe. A promessa é de que a obra esteja finalizada até o final de março. A intenção é de inaugurar no aniversário da cidade, no próximo dia 23. Nesta terça-feira (6), uma lombada foi construída em frente à unidade na Rua da Capela.

Na próxima semana, o trabalho de pintura será finalizado. Os trabalhos também estão concentrados na calçada de acesso a unidade. “Nossa expectativa é que em um novo prédio o atendimento possa melhorar. Além disso, a gente espera que todos os moradores do Campeche possam ser atendidos, porque quem reside entre o trevo e a Caixa Econômica Federal é encaminhado para o Rio Tavares”, comentou o aposentado Luiz Gabriel da Silva, 67.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, a unidade de saúde do Campeche, que teve a obra abandonada pela gestão passada com cerca de 90% da construção concluída, foi retomada em outubro de 2017 e será entregue para a comunidade no final do mês de março.

 

Secretaria diz que reformou 19 unidades em dois anos

 Por meio de uma nota, a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde informou que investiu desde o ano passado mais de R$ 2 milhões em reformas em 19 centros de saúde. As unidades receberam reforma interna e externa do prédio, com a troca do telhado, correção de fissuras, pintura, vedação de portas e janelas, limpeza das calhas e troca de móveis.

Além do posto do Campeche, que deve ser entregue até o fim de março, a unidade do Pantanal tem previsão para ser inaugurada no início do mês de junho. Já o centro de saúde da Tapera está previsto para ser entregue no mês de abril, no mês de maio será a vez da Lagoa da Conceição.

A assessoria ainda informou que serão concluídas no mês de abril as obras de manutenção predial na Armação, Costa da Lagoa, Caieira Barra Sul, Monte Cristo e Saco Grande. Já a unidade do Canto da Lagoa será licitada até o final desta semana. Já os centros de saúde de Ingleses e do Abraão, que precisam de reforma e ampliação, estão licitadas e aguardam a liberação dos órgãos competentes.

Também estão previstas construções de novas unidades de saúde na Costeira, Alto Ribeirão e Capivari, além do prédio da Farmácia Escola. Estas obras estão em fase de discussão com a comunidade e com os conselhos comunitários.

 

Saiba mais

Postos reformados: Prainha, Córrego Grande, Itacurubi, Saco dos Limões, Coloninha, Coqueiros, Monte Cristo, Vila Aparecida, Alto Ribeirão, Carianos, Costeira do Pirajubaé, Fazenda do Rio Tavares, Morro das Pedras, Cachoeira do Bom Jesus, Canasvieiras, Jurerê, Rio Vermelho, Santinho e Barra da Lagoa.

Em reforma, aguardando licitação ou liberação: Campeche, Pantanal, Tapera, Lagoa da Conceição, Armação, Canto da Lagoa, Caieira Barra Sul, Monte Cristo, Saco Grande, Costa da Lagoa, Ingleses e Abraão.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade