Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Dividida pelo rio Madre, a Guarda do Embaú, em Palhoça, oferece mais do que sol e surfe

A pequena comunidade de origem pesqueira na Grande Florianópolis abriga várias surpresas para preencher um dia inteiro de atividade

Redação ND, com informações da Revista Show Me
Florianópolis (SC)
14/01/2018 às 16H06

Engana-se quem imagina a Guarda do Embaú apenas como opção de praia para “lagartear” na areia ou para surfar. A pequena comunidade de origem pesqueira abriga várias surpresas para preencher um dia inteiro de atividade. A primeira delas é uma característica única no litoral catarinense. O visitante precisa atravessar o Rio da Madre em simpáticas canoas de diversos tons, que colorem a paisagem logo na chegada. O rio divide a comunidade, que possui boa estrutura para atender os veranistas, da praia com larga faixa de areia. Alguns encaram a travessia a pé ou a nado, o que depende da maré e da profundidade dos bancos de areia.

A Praia da Guarda do Embaú ficou famosa a partir da década de 1980, quando passou a ser procurada pelos melhores surfistas do país em busca das poderosas ondas locais. Em seguida, alguns personagens de renome nacional foram morar na Guarda, o que também ajudou a divulgar o lugarejo. Hoje o público é variado e popular, sendo bastante frequentada mesmo fora da temporada nos dias de calor. Na praia há várias opções de serviços, como aluguel de cadeira e de alimentação.

Para quem gosta de trilha, um belo e agradável caminho contorna o costão esquerdo da Guarda do Embaú. O trajeto é largo, com pontilhões de concreto para facilitar a travessia do visitante. A cada curva é possível ter uma nova – e belíssima – visão da paisagem do Rio da Madre, que margeia o costão em direção ao mar. O estonteante verde claro da água contrasta com o verde escuro da vegetação e os diversos tons das grandes pedras. Antes de chegar na ponta do costão fica uma pequena praia, que ganhou o nome de Praia do Evori por conta do tradicional bar abrigado em um rancho de pescador.

As canoas coloridas deixam a travessia do rio ainda mais bonita - Flávio Tin/ ND
As canoas coloridas deixam a travessia do rio ainda mais bonita - Flávio Tin/ ND


Apenas natureza 

Chegando na ponta do costão da Praia da Guarda do Embaú as surpresas vão se somando. Além de avistar o majestoso oceano, o visitante encontra um platô com pastagem rasa – um convite imperdível para sentar e apreciar as belezas. Dando sequência ao trajeto, é possível explorar o alto do costão para encontrar as melhores vistas da região e se deparar com o estonteante panorama do caminho até a Prainha. O trajeto é de fácil travessia e tem aproximadamente 500 metros. O passeio vale a pena pelo cenário encantador.

Já na Prainha a paisagem é agreste e sem nenhuma infraestrutura, apenas repleta de natureza. O costão abriga um aglomerado de pedras e pequenas piscinas naturais de águas translúcidas. Para quem deseja passar o dia inteiro, é importante levar água, protetor solar, comida e saco de lixo para não deixar nenhum resíduo para trás. A volta tem um caminho alternativo, mais curto e feito a maior parte dentro da mata.

É um trajeto que começa na colina bem no meio da praia e que passa pelo acesso da trilha da Pedra do Urubu, a nossa próxima surpresa!

Mirante natural 

Para finalizar o passeio pela Guarda do Embaú, a dica é fazer a trilha para a Pedra do Urubu. Para aqueles mais acostumados, o trajeto é considerado curto. São aproximadamente 25 minutos de subida, sendo que o trecho é bem inclinado na parte final e esgota o fôlego daqueles com menos preparo físico. O uso de tênis é essencial para tornar a aventura segura. Apesar de ser bem marcada, é importante ficar atento à placa que sinaliza dobrar à esquerda ao invés de seguir reto em direção a Prainha. O caminho sempre em meio à vegetação ameniza o calor. Já na Pedra do Urubu, a 115 metros de altura, a paisagem espetacular compensa o esforço, com vista para a Ilha do Coral, distante quase 5km da costa, e para toda a extensão da Praia do Guarda do Embaú, Praia da Gamboa, alcançando as dunas da Praia do Siriú e a vila de Garopaba. Mas é preciso ter prudência sobre a pedra, principalmente se estiver com crianças, em razão da altura e do pouco espaço. O passeio vale o esforço, pois o visual é deslumbrante!

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade