Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Diretoria de Vigilância Epidemiológica confirma mais 7 casos de dengue em Santa Catarina

Todos os casos têm como local provável de infecção o município de Itapema, onde foi realizada uma ação de bloqueio contra o Aedes aegypti, no bairro Morretes

Redação ND
Florianópolis
06/05/2018 às 18H41

A Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) registrou um aumento nos casos autóctones de dengue no Estado seu último Boletim Epidemiológico de Vigilância entomológica do Aedes aegypti e situação epidemiológica de dengue, febre de chikungunya e zika vírus, atualizado em 28 de abril. De acordo com o documento, em comparação com o último boletim, houve a confirmação de mais sete casos autóctones e um caso importado da doença em Santa Catarina. Há ainda outros cinco casos importados.

Segundo a diretoria, todos os 14 casos autóctones registrados desde o início deste ano — 13 residentes de Itapema e um de Balneário Camboriú — têm como local provável de infecção o município de Itapema. Considerando a situação epidemiológica da dengue na cidade, entre 23 e 27 de abril foi realizada uma ação de bloqueio contra o mosquito Aedes aegypti concentrada no bairro Morretes, onde a Dive/SC acredita que a transmissão está acontecendo.

Devido ao número de casos, uma força-tarefa foi realizada para adequar recipientes e inspecionar depósitos em Itapema - RICTV Record/Reprodução/ND
Devido ao número de casos, uma força-tarefa foi realizada para adequar recipientes e inspecionar depósitos em Itapema - RICTV Record/Reprodução/ND


Segundo o Coordenador da Sala Estadual para o combate ao Aedes aegypti, João Fuck, “a força-tarefa foi intensificada tanto na eliminação, na adequação e no tratamento químico de recipientes, quanto na inspeção de depósitos de difícil acesso, como caixas d’água e calhas”. Mais de 2.500 visitas foram realizadas e 13 caminhões de entulhos recolhidos.

A ação foi coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde de Itapema em conjunto com a Gerência Regional de Saúde de Itajaí e envolveu também a participação de técnicos da Dive/SC, da Secretaria de Estado da Defesa Civil, da Coordenação Regional de Defesa Civil de Itajaí, do Corpo de Bombeiros Militar, da Secretaria Municipal de Obras e Transportes e da Defesa Civil de Itapema.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade