Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Destino SC: temporada da anchova movimenta turismo gastronômico no litoral catarinense

Aprenda uma receita de caldo de peixe para aquecer os dias frios de inverno

Andréa da Luz
Florianópolis
03/08/2018 às 21H31

As rotas gastronômicas do Estado são muito diversificadas, mas o litoral tem a particularidade de oferecer frutos do mar e peixes durante praticamente todo o ano. No entanto, é no inverno que duas espécies se destacam nas mesas de restaurantes e casas dessa região.

Terminada a curta safra da tainha, que vai de maio a junho, os olhares se voltam para outro peixe bastante apreciado nas praias catarinenses: a anchova. O peixe é rico em ômega 3, selênio e vitamina E, além de cálcio, ferroe outros minerais.

Anchova escalada e assada na brasa, prato típico em restaurante no Cacupé - Marco Santiago/ND
Renato Machado da Silva mostra anchova escalada e assada na brasa, prato típico de seu restaurante no Cacupé - Marco Santiago/ND


Muitas pessoas até a preferem alegando que o sabor é mais suave do que o da tainha. Entretanto, de acordo com Renato Machado da Silva, proprietário de um tradicional restaurante no Cacupé, no centro-norte da Ilha de Santa Catarina, ambos têm sabor forte. "Geralmente, quanto mais gordo estiver o peixe, mais você consegue sentir o sabor", explica.

Por isso, na hora de comprar, a dica é saber se ele contém ovas ou não. "Se tiver ovas, terá menos gordura; do contrário, estará mais gorduroso o que é melhor porque fica mais macio e saboroso", ensina Renato. Os acompanhamentos podem ser arroz, saladas, pirão (feijão, peixe ou d'água) e um vinho branco seco.

À frente do restaurante há quase 31 anos, ele afirma que a safra da anchova é mais longa, vai de julho a outubro, mais o ponto alto é em setembro. E como tende a perder menos o sabor, pode ser congelado para a temporada de verão.

Para oferecer o pescado em seu estabelecimento, Renato busca fornecedores certificados com o selo de inspeção (municipal, estadual ou federal), tanto na região de Florianópolis como em outros estados.

Rotas da anchova

Há uma infinidade de restaurantes onde você pode apreciar a anchova assada na brasa ou na chapa, frita ou em caldos.

- Em Florianópolis, há estabelecimentos especializados em frutos do mar na ilha e no continente. Na parte insular, visite a orla marítima do Sul da Ilha, especialmente os bairros Pântano do Sul e Ribeirão da Ilha (onde também é forte a cultura de ostras); na parte leste, o canal da Barra da Lagoa é famoso por sua comunidade de pescadores; na parte continental, a rota gastronômica de Coqueiros é aposta certa para bons cardápios. O Mercado Público municipal é ponto obrigatório para comprar pescados e apreciá-los em pratos diversos, ao som de boa música, no centro da cidade.

- Em Itapema, no litoral Norte do Estado, toda a orla oferece opções de peixes e frutos do mar;

- Em Itajaí, o mercado público também é bastante visitado por turistas e moradores para adquirir o peixe ou comer ali mesmo, com serviço de boa qualidade.


Preparando em casa

Quem gosta de se aventurar na cozinha pode usar a imaginação e utilizar a anchova no preparo de vários pratos, até em pizzas e saladas. Embora o mais comum seja servi-la assada na brasa ou no forno, grelhada ou frita, ela também pode virar um saboroso caldo de peixe.

Para quem não conhece, o prato é uma espécie de sopa bem temperada, bastante comum no litoral catarinense, que tanto pode ser servido puro como na forma de pirão de peixe.

Abaixo, a receita de Renato para quem quiser aquecer de forma nutritiva os dias frios do inverno.

Anchova assada na brasa, uma ótima opção para o fim de semana - Marco Santiago/ND
Anchova assada na brasa, uma ótima opção para o fim de semana - Marco Santiago/ND




Caldo de anchova

Receita do restaurante Zé do Cacupé

Ingredientes

anchova cortada em postas (se utilizar a cabeça, ela deve ser bem limpa, tirando as escamas e guelras)
cheiro verde
alfavaca
tomate
cebola
sal

Para o preparo, não há segredos. Coloque água em uma panela grande e funda e adicione todos os ingredientes citados acima. É no olhômetro mesmo, adicione mais ou menos tempero de acordo com seu gosto. Deixe ferver até o peixe ficar cozido, prove e acerte o sal, se necessário. E está pronto!

Dica: se você não tem experiência em limpar o peixe peça para que já façam a limpeza e o corte em postas (pedaços) na peixaria.

Para fazer o pirão é só adicionar, aos poucos, algumas colheres de farinha de mandioca em uma tigela de caldo e ir mexendo até a consistência desejada. Faça com o caldo fervente para não empelotar. O pirão é ótimo para acompanhar o peixe assado! Aproveite!

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade