Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Decorações de Natal em Palhoça e São José atraem moradores às praças das cidades

Entre as luzes dos espaços públicos, famílias inteiras passeiam, tiram fotos e refletem sobre o Natal

Alessandra Oliveira
São
Marco Santiago/ND
“Eu sinto alegria, mas não sei explicar a razão. As luzes trazem paz e uma doçura especial ao fim do ano”, disse a vendedora Eliane Santos, 25, ao passear pela praça de Palhoça com a filha, Anny Vitória, 5, e com o marido, o eletricista Edjalma Escobar, 40. 


Ainda que potentes, as luzes de postes e holofotes não causam o mesmo encanto que as pequenas lâmpadas natalinas. Distribuídas pelas casas, ruas e prédios, a decoração parece ficar mais atraente nas praças da cidade. São nesses espaços públicos que famílias inteiras passeiam, tiram fotos e refletem sobre o Natal. As crianças não sabem dizer ao certo por que a decoração atrai. Os adultos também não. “Não precisa explicar, somente olhar e receber a paz que envolve esta época”, observa a pedagoga Juliana Fernandes, 29 anos, aos pés de uma árvore no Centro Histórico de São José. A iluminação da praça Sete de Setembro, em Palhoça, também é uma das mais atrativas da região. Nela, foram distribuídos brinquedos e objetos gigantes que fazem a alegria da meninada. 


Juliana Fernandes passou pela praça do Centro Histórico de São José na noite da última quarta-feira. Não parou para ver de perto toda a decoração natalina porque não queria passar por tal experiência sozinha. Na noite seguinte, ela retornou. Desta vez, em companhia da mãe, Rita de Cássia Machado, 63, do pai, Júlio Cesar Fernandes, 60, e da filhinha, Valentina, 3.

A pedagoga lembra que recentemente passou pela praça 15 de Novembro, na Capital, mas os enfeites não chamaram tanto sua atenção quanto as luzes do Museu Histórico, do teatro Adolpho Mello, da Casa da Cultura e da Biblioteca Municipal de São José. “Aqui, senti vontade imediata de voltar com meus familiares. A decoração está especial. Está à altura da data. Penso que o Natal seja um momento para refletir e agradecer. Acredito que as luzes reforçam o sentimento de que algo novo está começando na vida da gente”, disse, sem conter as lágrimas. Durante o passeio pela quadra iluminada, a família tirou fotos e com quietude contemplou cada um dos prédios antigos que compõem a praça açoriana.

Marco Santiago/ND
“A decoração deste ano superou todas as edições anteriores. Acho que a cidade merece esse cuidado, até porque essa é a data que mais aproxima as pessoas”, observou a artista plástica Eliete Mariano, 50, ao destacar a projeção de estrelas na Casa da Cultura, durante a visita com toda a família ao Centro Histórico de São José.

 

Marco Santiago/ND
“Saímos do trabalho para trazer a Maria Eduarda aqui para ver as luzes e os brinquedos. Conseguimos um tempinho que os pais dela não tiveram ainda”, disse o tio da menina de cinco anos, Fernando Ávila, 32. A tarefa de divertir a garotinha na praça Sete de Setembro, em Palhoça, foi dividida com a tia, Cristiane Felisbino, 28.
Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade