Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Debate fica 'capenga', diz Ciro sobre ausências de adversários

Pedetista também disse que, num eventual governo seu, autoridades militares "não darão declaração política"

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
09/09/2018 às 18H49

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O "debate fica capenga" sem "frações importantes da opinião pública" representadas no debate, disse Ciro Gomes (PDT) neste domingo (9), uma alusão à ausência de Lula (PT), preso, e Jair Bolsonaro (PSL), hospitalizado, no confronto entre presidenciáveis organizado por Gazeta, Jovem Pan e Estado de S. Paulo.

O pedetista também disse que, num eventual governo seu, autoridades militares "não darão declaração política". Havia sido questionado sobre a fala do comandante do Exército, general Villas Boas, para quem a legitimidade do presidente eleito pode ser questionada por adversários.

Para Ciro, no atual "estado de baderna" em que nos vemos, o general dava um recado a seus subordinados, inclusive as "cadelas no cio do fascismo".

Ciro Gomes em entrevista na Record TV - Record TV
Para Ciro, no atual "estado de baderna" em que nos vemos, o general dava um recado a seus subordinados, inclusive as "cadelas no cio do fascismo" - Record TV



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade