Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

De olho na vaga olímpica, catarinense participa de torneio nos Estados Unidos

Tamiris de Liz disputa sua primeira competição do ano neste sábado

Redação ND
Joinville

A velocista joinvilense Tamiris de Liz disputa sua primeira competição do ano neste sábado (2). A atleta, de 20 anos, compete nas modalidades de 100 e 200 metros da Arnie Robinson Invite, em San Diego, nos Estados Unidos. A competição será realizada na Mesa College, pista onde a Filha do Vento atualmente treina.

Arquivo/ND
Atleta de 20 anos compete nas modalidades de 100 e 200 metros 

 

Tamiris está sob a tutela do treinador e ex-atleta olímpico Zequinha Barbosa. A velocista é promessa brasileira para as Olimpíadas de 2016. Em Londres-2012, a corredora foi reserva na equipe do revezamento 4x100m, ainda aos 16 anos.

O treinador ressalta que se trata de uma competição treino. “Esta competição é apenas para ela voltar a ter aquele espírito competitivo, voltar a sentir a adrenalina, o friozinho na barriga, sair um pouco da rotina de treinamento”, esclarece.

“As expectativas são as melhores. Lógico que a gente sabe que pode não sair um grande resultado, pois é a minha primeira prova do ano e eu estou muito tempo sem competir, mas vou dar o meu máximo”, ressalta Tamiris, que se recuperou de cinco lesões, sofridas em 2015, que atrapalharam seu rendimento nas pistas. “O mais importante aqui, para mim, é que hoje ela está 100% saudável, fazendo uma sequência de treinamentos muito boa”, informa Zequinha. “Se tudo continuar assim, com certeza, iremos colher bons frutos”, assegura Zequinha Barbosa.

Tamiris se mudou para Miami, nos Estados Unidos, em 2014, a convite do Comitê Olímpico Brasileiro para aprimorar seu desempenho, retornando posteriormente para o Centro Olímpico de Treinamento, em São Paulo. Em 2016, há um mês e meio, voltou para solo norte americano – desta vez para San Diego, no sul da Califórnia.

“No Brasil eu tinha que me dedicar a mais coisas, como estudar, dar atenção à família, que estava sempre do meu lado. A partir do momento em que eu saí do Brasil, tenho apenas que treinar.

Esta foi a principal mudança: eu apenas treino”, aponta a velocista. “Neste último período, em que eu me mudei para San Diego, venho treinando muito bem, sem desfalque, conseguindo cumprir de acordo com a meta”, ressalta.

Retrospecto vitorioso

Conhecida como “Filha do Vento”, a joinvilense já conquistou duas medalhas de bronze no Mundial Juvenil, na Espanha, em 2012; no mesmo ano, integrou a Seleção Brasileira de Atletismo durante as Olimpíadas de Londres. O objetivo de 2016 é garantir a vaga olímpica. “Se eu consigo treinar e eu e meu treinador conseguimos desenvolver um planejamento de treino, não tem como errar, é só correr.

Estou treinando muito, está dando muito certo e eu tenho certeza de que irei conseguir.” Na cidade catarinense, ela era treinada pela multicampeã Margit Weise, ícone do atletismo em Santa Catarina. Nos Estados Unidos, Tamiris está nas mãos de Zequinha Barbosa, bronze e prata nos 800m nos mundiais de Roma-1987 e Tóquio-1991, além do ouro no mundial indoor de Indianápolis-1987 e no Pan de Mar Del Plata-1995, na mesma prova.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade