Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

De 23 notas “10” a 6 décimos de diferença: como foi a acirrada apuração das escolas

Coloninha segura o título de campeã e em segundo lugar ficou a Embaixada Copa Lord. As duas escolas voltam à passarela Nego Quirido nesta terça-feira

Felipe Alves
Florianópolis
27/02/2017 às 19H53
Coloninha terminou a apuração com 0,6 décimos de diferença da vice-campeã, a Embaixada Copa Lord - Daniel Queiroz/ND
Coloninha terminou a apuração com 0,6 décimos de diferença da vice-campeã, a Embaixada Copa Lord - Daniel Queiroz/ND


A “boa ideia” que a Unidos da Coloninha levou para a passarela Nego Quirido na madrugada do último domingo (26) garantiu o bi-campeonato da escola de samba do Continente. Com o enredo “A Coloninha teve uma boa ideia! Salve todos os inventores e suas mentes brilhantes”, a agremiação conquistou o nono título de sua história no grupo especial. Com 269,3 prontos, a Coloninha terminou a apuração na tarde desta segunda-feira (27) com 6 décimos de diferença da vice-campeã, a Embaixada Copa Lord. Na entrega dos troféus, a passarela virou festa com a batucada das duas escolas tocando juntas na avenida. As duas retornam nesta terça (28) à Nego Quirido, às 22h, para o desfile das campeãs.

>> Unidos da Coloninha é a grande vencedora do Carnaval 2017 de Florianópolis
>> Desfile da Coloninha apresenta as grandes invenções da humanidade

Todas as agremiações do grupo especial cumpriram integralmente o regulamento deste ano e, por isso, nenhuma teve pontos descontados antes da apuração. Assim, a pontuação final foi inteiramente baseada nos desfiles apresentados pelas escolas na avenida e nos nove quesitos avaliados pelos 27 jurados. Desde o início da apuração, a competição foi acirrada entre Unidos da Coloninha, Embaixada Copa Lord e também pela Consulado, com muita torcida das três escolas vibrando nas arquibancadas da Nego Quirido.

No resultado final, a Coloninha recebeu 23 notas “10”, de um total de 27 notas máximas possíveis. Nos quesitos bateria, samba-enredo, evolução, comissão de frente e mestre-sala e porta-bandeira, a Coloninha foi irretocável e levou 10 nos três módulos avaliados pelos jurados.

Em um Carnaval difícil de ser executado pela falta de verbas, as escolas tiveram que se reinventar na criatividade e em um tempo reduzido para conseguir desfilar na avenida. Pelo comprometimento de todas em fazer um grande Carnaval, o presidente da Unidos da Coloninha, Sérgio da Cunha, considera que todas saíram campeãs no Carnaval deste ano. “O título é consequência do trabalho da comunidade. Todas as escolas podiam sagrar-se campeãs pela luta e pelo processo. Foi um título merecido”, afirmou o presidente da Coloninha, Sérgio da Cunha.

A Copa Lord, que ficou com o vice-campeonato, exaltou a negritude na passarela e passou perto de conquistar o título, que não vem desde 2010. “O Carnaval foi complicado este ano. Só a gente sabe. Sem dinheiro e muita dificuldade pra colocar a escola na avenida, nós tentamos e valeu a pena”, disse João Benites, diretor de Carnaval da Copa Lord. A Dascuia ficou em último lugar, mas não cairá, pois os grupos de acesso e acesso A não desfilaram este ano.

Confira as notas da apuração:

Apuração do Grupo Especial do Carnaval em Floripa - Reprodução/ND
Apuração do Grupo Especial do Carnaval em Floripa - Reprodução/ND

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade