Publicidade
Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Crise na Argentina impacta vinda de turistas ao Litoral de Santa Catarina neste verão

Devido à baixa procura em Canasvieiras, ramo imobiliário precisou reduzir pela metade o valor dos aluguéis

Redação ND
Florianópolis
09/01/2019 às 13H56

A crise na Argentina está refletindo na queda do número de turistas do país no Litoral Catarinense. A desvalorização de 50% do peso argentino em relação ao dólar e a alta inflação da Argentina têm impactado setores catarinenses. Um dos segmentos afetados é o do ramo imobiliário, que, devido à falta de procura, precisou reduzir pela metade o valor dos aluguéis em Canasvieiras.

Praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha de SC - Marco Santiago,ND
Praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha de SC - Marco Santiago,ND


De acordo com o economista Alexandre Amorim, o país vizinho vem sofrendo problemas econômicos graves. “A Argentina passa por um período de inflação muito alta, o desemprego está alto e a economia não está crescendo”, afirmou. “O câmbio do dólar subiu muito na Argentina, o que acabou afetando o poder de compra deles. Ou seja, o mundo ficou caro para o argentino”, destacou.

Ainda assim, quem se planejou bastante conseguiu aproveitar o verão catarinense. É o caso do turista Ricardo Aguilar, que trouxe toda a família para passar 10 dias em Florianópolis. "Durante o ano viemos comprando dólares e no fim do ano tinhamos tudo pronto para vir", disse o argentino.

Já a Ivana, o marido e os filhos estão dividindo a mesma casa com a família da irmã – ao todo são sete pessoas. Para aproveitar o verão em Canasvieiras, a família de argentinos antecipou o pagamento do aluguel e, ao ir à praia, costuma levar comidas de casa. “Compartilhamos os gastos das compras no supermercado e do estacionamento na praia. Tudo que implica em gastos a gente divide”, revelou.

Em Canasvieiras, que costuma receber muitos argentinos, a taxa de ocupação de hoteis e pousadas neste período não chega a 50%. Com menos argentinos para fechar locações, os donos de imobiliárias precisam baixar pela metade o valor dos alugueis para não ficarem no prejuízo. “Os imóveis de melhor valor, mais requintados, estão simplesmente sendo ignorados, porque não está vindo o cliente que tem capacidade financeira para alugar um imóvel de melhor valor”, garantiu Olímpio Reichert, dono de uma imobiliária no bairro.

Com informações da RICTV Record SC.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade