Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Crianças e jovens do maciço do Morro da Cruz se divertem com aulas de bike

Projeto social integra comunidades e incentiva a prática do esporte. Aulas gratuitas são realizadas no Parque Ambiental Morro da Cruz

Dariele Gomes
Florianópolis
27/04/2017 às 23H35

Pensando no esporte como a principal ferramenta de transformação social, o educador físico Diones Chinelatto, 40 anos, estendeu o projeto Ciclista Cidadão, que existe desde 2009, a crianças e adolescentes do maciço do Morro da Cruz, em Florianópolis. Há um mês, às segundas e quintas-feiras, 12 garotos entre 9 e 15 anos se reúnem no Parque Ambiental Morro da Cruz para aulas gratuitas com bicicleta. Conforme Chinelatto, o projeto tem como propósito proporcionar uma atividade educativa e formativa, criando hábitos de vida saudável e de integração social por meio do esporte, ocupando o tempo livre desses jovens e evitando o risco da vulnerabilidade.

“Além desse propósito, a ideia também é oferecer um momento de diversão a eles”, garante o professor. Eles aprendem técnicas de como pedalar, como se portar junto ao trânsito e como fazer a manutenção da bicicleta. Chinelatto atua de forma voluntária e levou as oito bicicletas da central do projeto, que fica no estacionamento do estádio da Ressacada. A Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude da Capital incentiva oferecendo o espaço do parque para a prática.

Projeto incentiva a garotada a praticar o esporte - Marco Santiago/ND
Projeto incentiva a garotada a praticar o esporte - Marco Santiago/ND

De forma muito disciplinada, Kauê Fernandes, 9, presta atenção em todas as instruções do professor e afirma que quer ficar no projeto e levar o ciclismo para fora do parque, para a sua vida. “Essa é minha segunda aula, mas estou adorando. Já aprendi como andar com segurança na rua e quero continuar. Quero aprender cada vez mais, treinar para depois competir. Tenho uma bicicleta em casa, mas ela está com o pneu furado e precisa de reparos nos freios. Meu avô disse que ia arrumar, vou esperar”, conta.

Já o amigo Esdras de Souza, também de 9 anos, ambos moradores do Morro do Horácio, conta que está no projeto desde o início e já sabe o que mais gostou de aprender: “O mais importante é usar o capacete e usar os dois freios na descida”.

Crianças e adolescente ocupam as tardes de segundas e quintas andando de bicicleta no Parque do Morro da Cruz - Marco Santiago/ND
Crianças e adolescente ocupam as tardes de segundas e quintas andando de bicicleta no Parque do Morro da Cruz - Marco Santiago/ND

Resultados na vida dos garotos

A garotada não tem só o professor Diones Chinelatto como incentivador, mas também o líder da comunidade do Morro do Horácio, Adriano Santos Rodrigues, 36 anos, que trabalha como gari à noite, e nos dias de projeto bota a garotada no carro e leva para o parque. “Desde o início eu me comprometi, principalmente com as mães desses garotos, que levaria e traria eles de volta pra casa. E fico em cima, no trajeto até aqui cobro disciplina, falo da oportunidade que estão tendo e que muitos jovens sonham com essa chance. Essa é a minha forma de contribuir com a sociedade”, diz.

Conforme Chinelatto, Welinton Jesus Martins, 14, já se destacou no grupo pela facilidade em ganhar velocidade, pelo porte físico e disciplina. “Já existe um empresário interessado em investir nele e ele participará de uma competição estadual em maio. Eles estão numa idade com um grande potencial de aprendizagem. Estamos vendo para levar mais alguns jovens para competir. Esse momento de ver eles aqui, praticando esporte, aprendendo um novo meio de transporte sustentável, é fantástico”, destaca o professor.

SERVIÇO

Aulas: Segundas e quintas-feiras, das 15h30 às 17h, no Parque Ambiental Morro da Cruz, gratuitas.

Público: Meninos e meninas podem procurar o professor Diones Chinelatto no parque e devem estar matriculados e frequentando as aulas da rede pública de ensino.

Estrutura: Projeto disponibiliza bicicletas, capacetes e camisetas, além de um lanche para os participantes.

Adolescentes treinam para competir e se divertem - Marco Santiago/ND
Adolescentes treinam para competir e se divertem - Marco Santiago/ND

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade