Publicidade
Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Conselho Universitário da UFSC dá parecer favorável à adesão do HU pela Ebserh

Com 35 votos a dois, conselheiros iniciam tratativas para adesão do hospital universitário a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

Elaine Stepanski
Florianópolis

Após inúmeras reuniões suspensas, o futuro do HU (Hospital Universitário) da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) finalmente foi decidido pelo Conselho Universitário em um encontro realizado no Centro de Ensino da Polícia Militar, no bairro Trindade, em Florianópolis, na tarde desta terça-feira. Com 35 votos favoráveis e dois contrários, o parecer do conselheiro Carlos Locatelli, que autoriza a reitoria e a direção do HU a iniciarem as tratativas para a adesão à Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), foi aprovado. Agora será preciso comunicar oficialmente a empresa e iniciar a elaboração do contrato. A expectativa da reitoria é de que até fim deste ano o contrato seja aprovado junto à Ebsehr. 

Bruno Ropelato/ND
Parecer favorável do Conselho Universitário ainda não significa adesão do HU à Ebserh

Uma comissão com membros da UFSC, do departamento jurídico  e do Hospital Universitário foi montada com o intuito de elaborar as diretrizes que devem reger o contrato. Número de técnicos, espaço físico e necessidades do hospital devem constar no documento. “Esperamos ter a aprovação até o fim deste ano, já que temos inúmeros exemplos de locais sob a gestão da Ebserh que deram certo. É um momento importante para a comunidade acadêmica, para os pacientes, principalmente os mais necessitados e  para os nossos estudantes – já que o hospital contribui para a formação deles”, declarou a reitora Roselane Neckel. A ideia é que com o contrato assinado, o hospital seja redimensionado e tenha seus serviços de atendimento também ampliados.

Devido à escolha do local para a reunião, participaram apenas 37 dos 68 conselheiros que compõem o grupo. O número, no entanto, é visto como normal pela UFSC, diante do grande número de integrantes do conselho.  

 O último encontro do conselho foi realizado no dia 24 de novembro e interrompido, após um grupo de pessoas, contrários à gestão pela Ebsehr se manifestarem. A decisão já havia sido suspensa anteriormente após dois membros pedirem vistas do processo.

A empresa foi criada pela lei federal 12.550 em dezembro de 2011. Trinta e três hospitais federais são geridos pela instituição pública, que tem finalidade de prestar atendimento gratuito por meio do SUS (Sistema Único de Saúde) e servir ao ensino, à pesquisa e à extensão para formação de novos médicos, enfermeiros e outros profissionais da saúde. No entanto, os contrários à adesão afirmam que a empresa é pública, mas tem natureza jurídica privada. 

Com a adesão, segundo os membros contrários, o HU da UFSC passaria a destinar o foco para atendimento privado e que em outras instituições onde a Ebserh assumiu a gestão, foram relatados problemas como demissões e déficit no atendimento.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade