Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Confira dez profissões mais buscadas pelas empresas no país

No topo das buscas estão os representantes de venda, seguidos por motoristas e eletricistas

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
03/08/2018 às 16H26
Mudar o quadro de violência contra as mulheres depende da educação, segundo professora da UFSC - Marco Santiago/ND
Mudar o quadro de violência contra as mulheres depende da educação, segundo professora da UFSC - Marco Santiago/ND

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Trabalhadores de determinadas áreas que estão desempregados conseguem se recolocar mais facilmente no mercado de trabalho. Uma pesquisa realizada pela ManpowerGroup revelou quais são as dez habilidades mais procuradas no país. 

No topo das buscas estão os representantes de venda, seguidos por motoristas e eletricistas, entre outros.

Veja os 10 profissionais mais buscados

- Representante de vendas

- Motorista Eletricista, soldador e mecânico

- Técnico controlador de qualidade

- Contabilidade e finanças

- Profissional de saúde

- Técnico em tecnologia da informação

- Suporte administrativo

- Operador de máquina

- Engenheiro químico, elétrico, civil e mecânico

Mesmo com a necessidade da mão de obra, as qualificações exigidas pelos recrutadores mudaram muito nos últimos anos. Agora, realizar trabalhos mecânicos é responsabilidade dos computadores e, por isso, praticamente todo trabalhador tem que ter conhecimento em informática atualmente.

Além disso, as empresas também querem profissionais que, além de qualificados, saibam se relacionar com clientes, colegas e gestores. Para Wilma Dal Col, diretora do ManpowerGroup, os profissionais hoje são cobrados para ter um bom relacionamento interpessoal. "O diferencial está nas ideias que o profissional apresenta, na sua agilidade e na flexibilidade cognitiva", afirma.

Para se destacar, é preciso desenvolver habilidades que estão ligadas à atitude e à curiosidade do profissional.

Estudar tendências de comportamento e estar por dentro das pautas discutidas na sociedade também são qualidades reconhecidas.

Wilma alerta que, além do profissional, as empresas também precisam agir. "Treinar os funcionários -tanto novos quanto antigos- é um bom começo."

Ao redor do mundo, a falta de profissionais capacitados para o mercado de trabalho atingiu o maior nível em 12 anos. No Brasil, o mesmo problema atinge 34% das empresas.

Principais motivos para não contratar

- Falhas Percentual

- Candidatos sem as habilidades técnicas exigidas

- Falta de experiência

- Candidatos não têm habilidades interpessoais

- Candidatos esperam salário maior do que o oferecido

- Candidatos esperam benefícios melhores

- Não sabe/outros

Questão particular da empresa

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade