Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Confira como fica a composição partidária nas Câmaras da Grande Florianópolis

Em Palhoça todos os vereadores são da base do governo e em São José Adeliana e Natal dividem o legislativo

Fábio Bispo
Florianópolis
05/10/2016 às 14H37
Diferente do que informou o ND, a candidata Rosangela do (PPS) não se elegeu

A composição da Câmara de São José reflete o racha que o município enfrentou na eleição majoritária, que terminou com a vitória de Adeliana Dal Pont (PSD) sobre José Natal (PMDB). Mesmo derrotado nas urnas, ainda permanece como vice-prefeito do município. Com um incremento de mais seis cadeiras no Legislativo, o eleitorado josefense manteve sete reeleições, sendo que Moacir da Silva (PSD) eleito primeiro suplente em 2012 atuou como vereador.

Câmaras da Grande Florianópolis - Rogério Moreira Jr./ND
Câmaras da Grande Florianópolis - Rogério Moreira Jr./ND



A grande surpresa veio do eleitorado da igreja, que elegeu o até então desconhecido no mundo da política Antônio Lemos (PMDB), com 3.747 votos, sendo o mais votado. Do lado de baixo da tabela de votação outras duas surpresas: André Guesser (PDT), que desbancou figuras carimbadas do partido como o vereador Teteu, que não conseguiu a reeleição, e Telmo Vieira, sendo eleito com o menor número de votos. Abel do Salão (PHS), que chegou a ocupar cargo comissionado na gestão de Adeliana, também surge como novidade.

A maioria dos 19 vereadores, que deverão em breve serem alojados no novo prédio que custará R$ 10 milhões aos munícipes, está dividida entre base da coligação que reelegeu Adeliana, com oito vereadores, e seu vice e opositor nas urnas, José Natal, que também conseguiu oito cadeiras. Restando dois eleitos pelo PSDB e um eleito pelo PDT. O PT, que tinha duas vagas no Legislativo, ficou sem representação na Câmara de São José, mesmo tendo candidatos bem votados, como Jumeri e Dr. Geraldo.

A Câmara de São José, assim como Palhoça, tem também o vereador mais antigo do país. Orvino Coelho Ávila (PSD) conquistou seu 10o mandato consecutivo, completando em 40 anos de vida parlamentar. Em Palhoça, Pitanta (DEM) conquistou o mesmo feito. Ambos ingressaram na vida política em 1976.

  • Antonio Lemos (PMDB)
  • Clonny Capistrano (PMDB)
  • Méri Hang (PSD)
  • Jair Costa (PSD)
  • Orvino (PSD)
  • Sandra Martins (PSDB)
  • Michel (PMDB)
  • Sanderson de Jesus (PMDB)
  • Alini da Silva Castro (PMDB)
  • Moacir da Silva (PSD)
  • Alexandre Rosa “O Velha” (DEM)
  • Caê Martins (PSD)
  • Tulio Maciel (PSC)
  • Nardi Arruda (PSD)
  • Edilson Vieira “Nino” (PSDB)
  • Cristina de Sousa (PRB)
  • Reinaldo Neckel (DEM)
  • Abel do Salão (PHS)
  • André Guesser (PDT)

Reeleitos em negrito

Sem oposição em Palhoça

A Câmara de Palhoça deverá enfrentar um pleito sem grandes dificuldades com o Executivo. Com 63,12% dos votos válidos que confirmaram a reeleição de Camilo Martins (PSD), o município terá todos os 17 vereadores na base do governo, ou seja, a oposição não conseguiu eleger sequer um candidato. Foram seis reeleições, sendo que nomes conhecidos como o de Bala, que já ocupou uma cadeira da Câmara, voltam ao cenário palhocense.

Na composição partidária os partidos que mais cresceram foram PP, PSB, PSD e PMDB, todos da base do governo. Já o PSDB e PDT, da oposição, ficaram sem nenhum representante no Legislativo.

  • Fabinho Coelho (PP)
  • Pitanta (DEM)
  • Moraes (PP)
  • Joel Pakão (PSB)
  • Jean Negão (PP)
  • Rosiney Horácio (PSD)
  • Tavinho (PMDB)
  • Nelsinho Martins Assistente Social (PSD)
  • Rodrigo Quintino (PSB)
  • Adelino Keka (PMDB)
  • Bala (PSD)
  • Neném do Bertilo (PSD)
  • Elton (PMDB)
  • Zana (PSB)
  • Luciano Pereira (PSB)
  • Marquinho do Pacheco (PEN)
  • André Xavier (PR)

Biguaçu tem baixa renovação

Em Biguaçu 11 vereadores conquistaram a reeleição, sendo que apenas quatro novatos estarão na legislatura 2017-2020, representando uma renovação de pouco mais de 25%. Dos 12 que tentaram reeleição, apenas Lédio Gerhardt (PP) não conseguiu ser eleito. Com a nova composição, o prefeito reeleito Ramon Wollinger (PSD), que ganhou por uma diferença de 83 votos, também contará com a maioria no legislativo. Dos quinze eleitos, nove estão na base aliada e seis na oposição.

  • Bilico (PP)
  • Douglas Borba (PP)
  • Angelo (PSD)
  • Salete Cardoso (PR)
  • Fernando Pissudo (PP)
  • Marconi (DEM)
  • Manoel José de Andrade “Maneca” (PMDB)
  • Dr. Adriano (PSD)
  • Magali Enfermeira (PMDB)
  • Nei Cunha (PPS)
  • Nino (PMDB)
  • Elson (PSD)
  • Ednei “Patê” (DEM)
  • Salmir (PMDB)
  • Ricardo Mauri (PPS)

 

Prefeito de Governador Celso Ramos tem maioria

Em Governador a renovação da Câmara foi de quatro dos nove vereadores da atual legislatura, sendo que cinco conquistaram a reeleição. O prefeito Juliano (PSD) conseguiu a reeleição e junto manteve também a maioria no legislativo, tendo sete dos nove vereadores de sua base eleitos. O PMDB, principal oposição no município, sofreu a maior baixa, passando de quatro para duas cadeiras, enquanto o partido do prefeito fez movimento contrário, pulando de duas vagas para quatro.

  • Marquinho (PSD)
  • Josué da Dona Lena (PSD)
  • Cesário (PSD)
  • Adilson Costa (DEM)
  • Carol Batistoti (PMDB)
  • Betinho (DEM)
  • Di (PMDB)
  • Nédson (PSD)
  • Tete do Canto (PSDB)

PMDB alicerça base aliada em Antônio Carlos

Em Antônio Carlos, das nove vagas no legislativo municipal, quatro ficaram com candidatos reeleitos, sendo contabilizadas cinco renovações. O PMDB, que durante os quatro últimos anos foi maioria na Câmara e oposição ao prefeito Paulo Remor (PP), mantem a hegemonia com as mesmas cinco cadeiras. Agora, o partido é a principal base do prefeito Geraldo (PMDB), que conseguiu barrar a reeleição de Paulo Remor. O PP, que detinha quatro cadeiras perdeu um posto, que passará a ser ocupado pelo único representante do PSDB na cidade, que na atual legislatura era representada apenas por PMDB e PP.

  • Emerson (PMDB)
  • Filipe (PMDB)
  • Airton (PMDB)
  • Pio Elias (PP)
  • Felício, Pelé (PSDB)
  • Nice (PMDB)
  • Vera (PMDB)
  • Adelmo (PP)
  • Vagner (PP)

Em Santo Amaro, PMDB quebra polarização entre PSDB e PSD

Santo Amaro da Imperatriz reelegeu cinco candidatos. A polarização entre PSDB e PSD, ambos caindo de três cadeiras para duas, a partir do próximo ano contará com uma bancada maior do PMDB, que saltou de dois vereadores para três. PP e PPS mantém dois representantes e o PR, que não tinha representatividade elegeu um candidato. Já o PT não conseguiu eleger ninguém e perdeu a cadeira. Com a nova composição, a base do prefeito eleito, Edésio Justein (PSDB), conseguiu eleger seis candidatos da coligação e tem metade da Câmara na base.

  • Julhinho (PSD)
  • Adailton (PSD)
  • Nilton Caverna (PMDB)
  • Juliano (PPS)
  • Professora Simone (PP)
  • Danilo (PSDB)
  • Ricardo Costa (PMDB)
  • Ricardo Turnes Tocha (PMDB)
  • Valério Schurhaus (PSDB)
  • Biel Do Dão (PP)
  • Valdir Nem (PR)
Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade