Publicidade
Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Concursos públicos atraem cada vez mais catarinenses em busca de bons salários e estabilidade

Oportunidades chamam atenção pelos polpudos salários

Leonardo Thomé
Florianópolis

Há dois anos, a rotina de Raphael Baracuhy, 27, mudou. Formado em administração, não chegou a exercer a profissão. Um antigo desejo, o de seguir carreira na área de segurança pública, povoava seus sonhos. Decidido a fazer o que gosta, abriu mão dos quatro anos de faculdade e encarou o desafio de tentar aprovação em concurso público. Desde então, obedece rigorosa rotina na qual pelo menos 10 das 24 horas de seu dia são dedicadas aos livros de direito e aulas em um curso preparatório de Florianópolis. Raphael não está sozinho, afinal, milhares de brasileiros buscam nos concursos públicos a chance de uma carreira estável que renda bons salários.

Marco Santiago/ND
Raphael estuda dez horas por dia para passar no concurso

Oportunidades para isso não faltam: são mais de cem editais com inscrições abertas em todo Brasil, seja nas esferas municipal, estadual ou federal. Um total de 19 mil vagas para cargos em todos os níveis de escolaridade. Em Santa Catarina não é diferente, há chances que chamam atenção pelos polpudos salários, como é o caso da vaga de procurador no concurso do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado, cujo rendimento mensal é de R$ 23.997,19. Outro concurso com inscrições abertas no Estado, o do IGP (Instituto Geral de Perícias), oferece salários superiores a R$ 4.000 para pessoas com ensino médio.

A diretora-executiva da Anpac (Asociação Nacional de Proteção e Apoio aos Conscursos), Maria Thereza Sombra, prevê que em 2014 de 10 a 12 milhões de pessoas farão provas de concurso público no âmbito federal. Os motivos, ressalta Thereza, são a valorização da carreira pública, os altos salários e a garantia de estabilidade. “O setor de concursos já cresceu 50%   no primeiro semestre em relação ao ano passado todo. Entre os editais do governo federal, tivemos mais de 4,5 milhões de inscrições no primeiro semestre de 2014, contra 3 milhões em todo 2013. O aumento é evidente”, aponta Thereza.

“São necessários anos de estudo para alcançar a aprovação”, diz professor

Dedicação, método, persistência e disciplina. Essas são as características fundamentais para quem almeja ser aprovado em concurso público, garante o professor Leonardo Torres, 34, que em 2006 abandonou o direito, área em que é formado, para se dedicar exclusivamente às aulas de cursos preparatórios. Aos alunos, ele logo avisa: “não tenham pressa.” Para Leonardo, alcançar a aprovação é resultado de um longo preparo, no qual o candidato deve ter conhecimento dos concursos públicos e fazer dos estudos um hábito. “Pode levar anos. É raro alguém estudar três meses e conseguir a vaga. Eu costumo dizer, não estudem para passar. Estudem até passar”, observa.

Com índice de 104,3 candidatos por vaga, o curso de medicina foi o mais concorrido da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) no último vestibular. No setor público, a concorrência pode chegar facilmente ao índice de 400 por vaga, como é o caso dos 8.000 inscritos às 20 vagas de analista do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado, concurso que oferece salário superior a R$ 11 mil. “Quando a vaga é para Florianópolis, a procura aumenta muito. Todos querem um bom salário e morar em uma linda cidade”, afirma o superintendente geral da Fepese (Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos), uma das maiores elaboradoras de concurso público no Brasil, Altair Acelon de Melo.

 

No terceiro concurso, Raphael espera a sonhada aprovação

No domingo, Raphael participou do concurso da Polícia Civil, o último desde que se tornou um “concurseiro”. O resultado sai ainda neste mês, mesmo assim, ele frequenta as aulas no Curso Evolução, no Centro da Capital. Raphael acredita que fez uma boa prova, mas sabe que isso não é o suficiente. No seu histórico de provas, ele foi aprovado no concurso para agente penitenciário do Estado, porém, não ficou em boa posição e ainda não foi chamado. No concurso para PM (Polícia Militar), foi reprovado.

Diante das dificuldades, a única coisa que ele não pensa é desistir. Para isso, conta com a ajuda dos familiares, que cobrem as despesas e lhe dão o tempo necessário para a aprovação que tanto espera. Para ele, o dinheiro gasto é um investimento. “Só em cursinho foi mais de R$ 5.000. Espero em até dois anos conseguir aprovação em algum concurso”, planeja.

Principais concursos em Santa Catarina

- Prefeitura de Florianópolis, rede municipal de ensino. Ensino Superior – 12 vagas até R$ 3.157,24. Inscrições até 19 de agosto.

- Secretaria de Estado da Saúde. Ensino Superior – 29 vagas até R$ 7.361,74. Inscrições até 13 de agosto.

- IGP (Instituto Geral de Perícias). Ensino Médio – 150 vagas até R$ 4.042,20. Inscrições até 8 de agosto.

- Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado. Ensino Superior – 20 vagas até R$ 11.018,82. Inscrições até 14 de agosto.

- Ministério Público junto ao Tribunal de Contas do Estado. Ensino Médio – 3 vagas até R$ 8.415,92. Inscrições até 14 de agosto.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade