Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Comissão eleitoral define calendário de consulta para a escolha do novo reitor da UFSC

Definição ficou marcada para o dia 28 de março e segundo turno para o dia 11 de abril

Redação ND
Florianópolis (SC)
27/11/2017 às 22H36

A comissão eleitoral da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) definiu para o dia 28 de março a data para a realização da consulta a comunidade universitária do novo reitor, e também já estipulou a data do segundo turno, caso tenha necessidade, para o dia 11 de abril. A primeira resolução da comissão foi divulgada nesta segunda-feira (27).

Segundo a resolução, as normas e procedimentos da consulta devem ocorrer conforme foi no último processo, realizado em 2015, com uma diferença: desta vez a consulta será apenas para reitor. Caso venha a ocorrer vacância do cargo de vice-reitor antes do pleito, a comissão encaminhará novas orientações.

O documento elaborado pela comissão informa ainda que apenas docentes com título de doutor poderão se candidatar. As inscrições para as candidaturas devem ocorrer no período de 19 a 22 de fevereiro de 2018.

>> Confira a resolução na íntegra

Estudantes, servidores docentes e técnico-administrativos poderão participar da consulta.  Os votos válidos na consulta à comunidade serão ponderados na proporção de um terço para cada grupo. O vencedor da eleição precisa do aval de aprovação do CUn (Conselho Universitário), que estabelece a lista tríplice e posteriormente encaminha para o MEC (Ministério da Educação) para que o presidente da República nomeie o novo reitor.

O planejamento ainda poderá passar por ajustes por conta do prazo determinado pelo MEC em determinar que a lista tríplice dos indicados. Por conta disso, a tramitação e as datas ainda serão discutidas posteriormente após a data ter a publicação oficial do ministério.

As mudanças na reitoria começaram após o caso envolvendo a Operação Ouvidos Moucos, que culminou no afastamento e na prisão do reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, no dia 14 de setembro. O reitor foi afastado e encontrado morto no dia 2 de outubro, após cometer suicídio de acordo com a Polícia Civil. Desde então, o cargo foi ocupado pela vice-reitora Alacoque Lorenzini  Erdmann, que pediu afastamento por motivos de saúde no final de outubro. Por conta disso, o CUn decidiu que o professor Ubaldo César  Balthazar para ficar no cargo de forma interina até a conclusão das novas eleições.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade