Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Casan escolhe empresa que vai ampliar o Sistema de Esgoto Insular de Florianópolis

Sete empresas enviaram propostas que serão analisadas pela companhia. A obra está orçada em R$ 107 milhões

Redação ND
Florianópolis
08/05/2018 às 19H37

A Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) abriu na manhã desta terça-feira (8) as propostas da licitação realizada para execução da ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário Florianópolis Insular, que prevê a cobertura com coleta e tratamento de esgoto para 72% da população da área atendida pelo Sistema. A obra está orçada em R$ 107 milhões e tem recursos garantidos da Jica (Agência Japonesa de Cooperação Internacional).

Casan abre propostas de licitação para ampliar rede de esgoto em Florianópolis - Christie Pitthan Silva/Casan/Divulgação
Casan abre propostas de licitação para ampliar rede de esgoto em Florianópolis - Christie Pitthan Silva/Casan/Divulgação


Sete empresas apresentaram propostas, que agora serão analisadas pela comissão de licitação da Casan. Escolhida a vencedora, a previsão é de que em 30 dias a empresa possa assinar a Ordem de Serviço da obra, dando início aos trabalhos.

A ETE (Estação de Tratamento de Esgoto), na cabeceira da ponte Pedro Ivo Campos, será ampliada dos atuais 296 litros por segundo para uma vazão de 612 litros por segundo. Além disso, essa estação será modernizada, com a adoção de sistema de tratamento terciário, que prevê a remoção de nutrientes (nitrogênio e fósforo), melhorando substancialmente a qualidade do efluente final.

A obra vai beneficiar cerca de 225 mil habitantes, e vai incluir os bairros Itacorubi, Parque São Jorge, Jardim Anchieta, Córrego Grande e Pantanal, onde há rede coletora assentada desde 2012. Também está incluído o assentamento de 12.209 metros de rede coletora para atender os bairros José Mendes e o Morro da Lagoa, com 1.004 ligações, também integrados ao Sistema Insular.

Ainda serão assentados 9 mil metros de emissários terrestres, construídas seis estações elevatórias e executadas  3.753 novas ligações domiciliares. O prazo de execução da obra é de 42 meses.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade