Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Dia do Orgulho LGBT é celebrado com campanhas e mensagens para o público

Em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado nesta quinta, o YouTube lançou a campanha #CriandoOrgulho e Pabllo Vittar escreveu uma carta de amor ao público LGBT internacional

Folha de São Paulo
São Paulo (SP)
28/06/2018 às 17H56

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Maquiagens exorbitantes, clipes icônicos e entrevistas picantes. Essas são algumas das atrações que youtubers disponibilizarão em seus canais na plataforma em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado nesta quinta-feira (28). 

A campanha #CriandoOrgulho foi criada em vários países, pelo próprio YouTube. No caso do Brasil, seis influenciadores digitais foram convidados a gravar seus vídeos YouTube Space Rio, falando do que eles têm orgulho. As gravações ficarão disponíveis em uma playlist no canal do YouTube Brasil.

O maquiador Victor Nogueira é um dos youtubers que produziram um vídeo especial para esta quinta. "Preparei uma maquiagem inspirada no orgulho LBGT, bem colorida e com bastante gliter. Vou começar de menino e vou me transformar em menina, com uma maquiagem bem artística. Meio que uma montagem drag", conta.

Na internet desde 2015, Nogueira também conta um pouco sobre sua trajetória, desde as maquiagens de terror mostradas no Facebook quando ainda tinha vergonha de falar nos posts até seus vídeos mais ousados, com peruca e brilho, que já chegaram a acumular mais de 8 milhões de visualizações. 

"Eu tinha muito medo de fazer vídeos me montando, no começo, de me maquiar de menina, com gliter. Não estava preparado para os comentários da internet, porque eu sabia que existia muita homofobia", contou ao F5.

Confira o vídeo de Victor Nogueira para a campanha:

Nogueira, porém, não será o único a abordar maquiagem. Chloe Van Damme, do canal Drag-se, também falará sobre o tema. Participarão ainda Luci Gonçalves, que vai ter um bate-papo com a blogueira trans Thiessita; e Fernanda e Herbet, do Canal das Bee, que vão falar sobre dúvidas que as pessoas têm sobre o universo LGBTQ+.

Já Phelipe Cruz e Samir Duarte, do canal Papel Pop, fizeram uma viagem no tempo para mostrar clipes que militam, provocam e que fazem a diferença na história e na representatividade do universo LGBTQ+. Madonna, Lady Gaga, David Bowie e Queen são alguns dos grandes ícones que compõem a playlist feita pela dupla. 

Para Nogueira, a iniciativa do YouTube é importante na luta contra o preconceito. "Quanto mais a luta existir, mais conseguiremos respeito", disse. "Mas o preconceito não acaba, ele é disfarçado. As pessoas sabem que é errado e dizem que aceitam e respeitam, mas por trás não muda nada. Dizem: 'Aceito gay, mas não na minha casa'". 

Pabllo Vittar faz carta de amor para público LGBT internacional

Pabllo Vittar, 23, foi convidada pela Billboard americana para escrever uma carta para o público LGBT+, em uma ação especial do mês do Orgulho Gay.

A mensagem da brasileira foi publicada nesta quarta (27), mas outros famosos como Jason Mraz, Barbra Streisand, Elton John e Sia participaram ao longo das últimas semanas.

No texto, escrito em inglês e português, Pabllo diz ser irônico viver em um país alegre e divertido que, ao mesmo tempo, é a nação que mais mata pessoas LGBT no mundo. "Eu sou um cantor gay e também uma drag queen em um país extremamente preconceituoso, o Brasil", começa ela.

Phabullo Rodrigues da Silva (seu nome de batismo), sofreu bullying quando criança. Nascido em São Luís (MA), Phabullo é gêmeo de Phamella e tem outra irmã, Pollyana Rodrigues, um ano mais velha. Filho da enfermeira Veronica, não conheceu seu pai, que abandonou a mãe ainda grávida.

Na carta, a cantora narra que sempre teve o apoio de sua família para lutar por seus sonhos e seguir com a carreira artística — o modo que encontrou para se expressar. "Espero que de alguma maneira eu também inspire outras pessoas a serem elas mesmas, independente do medo e de todas as coisas ruins que nos rodeiam."

Pabllo levanta a bandeira pelo fim da homofobia em todos os aspectos de sua vida. Em abril deste ano, a cantora lançou o clipe de "Indestrutível", que aborda a violência contra homossexuais. Em junho, participou também da Parada LGBTQ em São Paulo, em que vestiu uma roupa estampada com manchetes sobre homofobia.

Na mensagem em que escreveu para a Billboard, Pabllo deixa um incentivo. "Não é fácil, mas juntos nossas vozes soam mais alto e quanto mais barulho fizermos, mais difícil será para ignorarem nosso pedido de igualdade."

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade