Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Caminhoneiros fazem carreata nesta quarta-feira, em Florianópolis

Categoria quer conscientizar as pessoas sobre a alta dos combustíveis com movimento pacífico

Andréa da Luz
Florianópolis
23/05/2018 às 21H31

Um grupo de cerca de 20 caminhoneiros se reuniu no final da tarde desta quarta-feira (23) para uma carreata de protesto contra os constantes aumentos no preço dos combustíveis, em especial do óleo diesel.

Solidários à paralisação que acontece em todo o país desde a segunda-feira (21), eles fizeram um percurso curto e rápido, sem interromper o fluxo normal do trânsito, do trecho que vai do Koxixo's, na Avenida Beira-mar Norte, até o Centro Administrativo do Governo do Estado, na SC-401, no Norte da Ilha.

De acordo com um dos manifestantes, Clemerson José Bortoli (segundo à esquerda, na foto abaixo), o problema maior, além do preço alto, é a variação quase diária no valor do diesel. "Ninguém consegue trabalhar mais com o diesel custando quase R$ 4. Não conseguimos ser competitivos porque ao fechar um contrato de seis meses ou um ano com alguma empresa orçamos o serviço com o valor do dia, mas quando vamos receber ao término do período acabamos perdendo dinheiro", afirma Clemerson.

Segundo ele, o diesel representa cerca de 40% dos custos do transporte.

Outro caminhoneiro, Tiago Luiz Bigolin (primeiro à esquerda, na imagem abaixo), disse que há dois meses abasteceu a R$ 2,79 o litro do diesel e nesta terça (22) o valor pulou para R$ 3,62 em Biguaçu, em um dos postos mais baratos. "Aqui na Ilha é ainda mais caro, chega a R$ 3,79".

A categoria deve realizar outra carreata no sábado (26) à tarde, com concentração no Koxixo's. Segundo Clemerson, o objetivo de hoje - que era chamar a atenção da população - foi alcançado. "Hoje foi uma manifestação mais rápida, mas no sábado deverá ter uma adesão bem maior",diz Tiago.

Caminhoneiros de Florianópolis protestam contra aumento nos preços dos combustíveis - Flávio Tin/ND
Caminhoneiros de Florianópolis protestam contra aumento nos preços dos combustíveis - Flávio Tin/ND



Publicidade

2 Comentários

Publicidade
Publicidade